Carro desgovernado atropela família no litoral de São Paulo
Últimas Notícias

Carro desgovernado atropela família no litoral de São Paulo

portalmixvalenoticias-1280x728-1

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Quatro pessoas de uma mesma família foram atropeladas, após um carro desgovernado atingi-las, às 17h54 do último domingo (10), quando as vítimas conversavam sentadas sobre a mureta de um córrego em Santos (72 km de SP). O motorista do HB20 branco fugiu e não havia sido localizado até a publicação desta reportagem.

Segundo registrado por uma câmera de monitoramento, uma idosa de 72 anos, duas nestas, de 20 e 12 anos, e um bisneto, de 2 anos, estavam sentados em uma mureta em frente à casa mulher.

Ainda segundo as imagens, o HB20 bate em uma caçamba plástica, quando seguia pela rua Campos Salles, fica desgovernado e atinge em cheio a idosa e o bisneto, que caem no córrego junto com o carro. As netas também ficaram feridas.

O registro ainda mostra que, enquanto as vítimas são socorridas, o motorista sai do veículo pelo vidro aberto e sobe até a rua. Um passageiro, sem camisa, desembarca em seguida e é ajudado pelo condutor a chegar até a rua. Depois disso, o motorista não foi mais visto. Já outro ocupante do veículo permaneceu no local do acidente. A identidade dos dois não foi informada.

As quatro vítimas foram encaminhadas à Santa Casa de Santos. A jovem de 20 anos teve alta ainda no domingo. Já a idosa, a garota de 12 anos e o menino permaneciam internados nesta quarta. Em nota, o hospital disse que não tinha autorização para informar o estado de saúde dos três.

O passageiro do HB20, um autônomo de 35 anos, foi socorrido e liberado no domingo, segundo o hospital. Ele consta no boletim de ocorrência do caso como vítima.

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), o caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Santos e será investigado pelo 4º DP da cidade, que já instaurou inquérito para apurar o acidente e tentar localizar o motorista.

“A unidade [4º DP de Santos] prefere não dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações”, diz trecho de nota da pasta.

To Top