Bolsonaro permitirá que Huawei participe de leilão de 5G, diz jornal
Asia

Bolsonaro permitirá que Huawei participe de leilão de 5G, diz jornal

Bolsonaro permitirá que Huawei participe de leilão de 5G, diz jornal

BRASILIA (Reuters) – O governo brasileiro não vai tentar barrar a fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações Huawei dos leilões de rede 5G programados para junho, publicou o jornal Estado de S. Paulo neste sábado, citando fontes do governo e da indústria.

Custos financeiros de bilhões de dólares e a saída do presidente aliado Donald Trump da Casa Branca estão forçando o presidente Jair Bolsonaro a recuar de se opor à participação da Huawei para fornecer a rede de celular de próxima geração para operadoras no Brasil, disse o jornal.

Como Trump, Bolsonaro se opõe à Huawei com base não comprovada de que ela compartilha dados confidenciais com o governo comunista da China.

Mas com a China sendo o maior parceiro comercial do Brasil e a capacidade da Huawei de competir em preço, ele tem enfrentado resistência da indústria e de seu próprio governo, inclusive do vice-presidente Hamilton Mourão.

O jornal citou Mourão afirmando que todas as empresas que fornecerem as garantias necessárias sobre o respeito à soberania nacional e proteção de dados do Brasil serão autorizadas a oferecer equipamentos 5G no país.

No mês passado, fontes disseram à Reuters que o governo de Bolsonaro estava procurando uma forma legal de excluir a Huawei das redes 5G no Brasil.

(Reportagem de Jamie McGeever)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0F0DT-BASEIMAGE

To Top