Geórgia inicia inquérito sobre tentativas de Trump de reverter resultado eleitoral de 2020
Elections

Geórgia inicia inquérito sobre tentativas de Trump de reverter resultado eleitoral de 2020

Geórgia inicia inquérito sobre tentativas de Trump de reverter resultado eleitoral de 2020

Procuradores do condado de Fulton, na Geórgia, estão investigando as tentativas de Donald Trump de reverter os resultados da eleição presidencial de 2020 no Estado do sul norte-americano, de acordo com uma carta vista pela Reuters nesta quarta-feira, o segundo inquérito criminal que tem o ex-presidente como alvo.

A procuradora-geral do condado de Fulton, Fani Willis, enviou uma carta pedindo que autoridades do governo estadual preservem documentos, inclusive aqueles relacionados ao pedido do então presidente ao secretário de Estado republicano, Brad Raffensperger, pressionando-o a “encontrar” mais votos.

“Este assunto é de alta prioridade, e tenho confiança de que, como colegas do cumprimento da lei comprometidos em defender as Constituições dos Estados Unidos e da Geórgia, nossa aquisição de informações e indícios de crimes em potencial através de entrevistas, documentos, vídeos e registros eletrônicos será cooperativa”, disse a carta de 10 de fevereiro.

Representantes da Procuradoria-Geral do condado e de Trump não responderam de imediato a pedidos de comentário.

Na segunda-feira, o escritório de Raffensperger iniciou seu próprio inquérito sobre o telefonema de 2 de janeiro no qual Trump o pressiona a reverter a vitória do democrata Joe Biden em 3 de novembro no Estado com base em alegações infundadas de fraude eleitoral, dizendo que quaisquer iniciativas legais adicionais caberiam à procuradora-geral do Estado.

Procuradores de Nova York também iniciaram investigações criminais e civis relacionadas aos negócios de Trump.

(Por Linda So; reportagem adicional de Susan Heavey e Doina Chiacu)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH191PJ-BASEIMAGE

To Top