Brasil supera 10 milhões de casos de Covid em dia de 5º maior número de mortes em 24 horas
Últimas Notícias

Brasil supera 10 milhões de casos de Covid em dia de 5º maior número de mortes em 24 horas

portalmixvalenoticias-1280x728-1

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil superou a marca de 10 milhões de casos de Covid-19, nesta quinta-feira (18), com o registro de 49.368 pessoas com infecções confirmadas nas últimas 24 horas. O número real de infecções, porém, deve ser consideravelmente superior às 10.028.644 documentadas, considerando a subnotificação existente desde o início da pandemia.

Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Somente Estados Unidos e Índia têm mais registros de casos da Covid-19, mais de 27 milhões e quase 11 milhões, respectivamente.

O Brasil mantém, desde o dia 8 de janeiro, média móvel de casos de Covid acima de 40 mil. No dia 14 do mesmo mês, a média chegou a ficar acima de 56 mil casos. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

O Ceará afirmou que atualizou a “integração da base de dados”. Isso levou à diminuição do número de casos no estado.

Nesta quinta, o país registrou o 5º maior número de mortes pela Covid em 24 horas. Foram 1.432 óbitos, o que elevou o total para a marca de 243.610.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.030, mesmo número de 14 dias atrás. Portanto, a situação é de estabilidade, o que não significa um quadro tranquilo da pandemia.

O consórcio também atualizou informações repassadas sobre a vacinação contra a Covid-19 por 20 estados, além do Distrito Federal.

O país chegou a 5.558.105 primeiras doses aplicadas e 837.094 segundas, segundo informações das secretarias de saúde. Nesta quinta, 155.192 receberam a primeira dose do imunizante e 169.684, a segunda.

O Amapá detalhou os dados de vacinação e separou os montantes de primeiras e segundas doses. Por esse motivo, o número de primeiras doses do estado sofreu redução.

Por enquanto, as vacinas disponíveis no Brasil são a Coronavac, vacina do Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, e o imunizante da Fiocruz, desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.

O total representa 3,45% da população acima de 18 anos no Brasil.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

To Top