Vigilância interdita por 90 dias bar flagrado quatro vezes com aglomeração em SP
Últimas Notícias

Vigilância interdita por 90 dias bar flagrado quatro vezes com aglomeração em SP

portalmixvalenoticias-1280x728-1

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Vigilância Sanitária do estado de São Paulo, da gestão João Doria (PSDB), interditou por 90 dias um bar na zona norte de São Paulo, que foi flagrado pela quarta vez com aglomeração. A ação, que teve apoio da Polícia Militar, ocorreu na noite deste sábado (20).

Antes, o estabelecimento já havia recebido três autuações em menos de dois meses: nos dias 26 de dezembro e 14 e 15 de fevereiro (Carnaval), respectivamente.

A medida é cautelar e proíbe qualquer funcionamento no período de 90 dias. Depois desse prazo, o dono do bar poderá solicitar a retomada das atividades, “que só ocorrerá após uma rigorosa avaliação técnica”, segundo a vigilância.

“Em todas as ocasiões, foram constatadas aglomerações e dezenas de pessoas sem máscaras, ou seja, com descumprimento das diretrizes de funcionamento do Plano São Paulo e do decreto estadual que estabelece o uso geral e obrigatório de máscaras nos espaços de acesso aberto ao público”, afirma a Vigilância Sanitária, em nota.

“Precisamos interditar o local para fazer frente ao risco iminente de infecção e de transmissão da Covid-19 para consumidores e funcionários, bem como parentes e amigos destas pessoas”, diz Cristina Megid, diretora do Centro de Vigilância Sanitária estadual, também em nota.

A vigilância não informou se o bar da zona norte foi multado no sábado ou apenas interditado. O Agora não conseguiu contato com o dono do local até a conclusão desta reportagem.

No Carnaval, três bares na Vila Madalena (zona oeste), bairro boêmio da capital paulista, foram interditados em uma única noite. No período, a Polícia Militar diz que evitou ao menos 500 bailes funks no estado.

De acordo com balanço do governo Doria, entre 1º de julho de 2020 e 14 de fevereiro foram realizadas 183.254 inspeções e 2.938 autuações no estado.

Bar que descumprir as regras de funcionamento durante a pandemia pode ser autuado em até R$ 290 mil. Na capital paulista, que está na fase amarela do Plano São Paulo, esses estabelecimentos só podem funcionar até às 20h e ter, no máximo, 40% da capacidade de público.

Pela falta do uso de máscara, o local é multado em R$ 5.278. Pessoas em espaços coletivos sem o uso da proteção facial também podem ser multadas em R$ 551.

Quem quiser denunciar local com aglomerações pode ligar para o telefone 0800-771-3541, disque-denúncia da Vigilância Sanitária do Estado. A ligação é gratuita.

To Top