BC vende US$1 bi em swaps com real liderando quedas globais; mercado teme ingerência política
Business

BC vende US$1 bi em swaps com real liderando quedas globais; mercado teme ingerência política

BC vende US$1 bi em swaps com real liderando quedas globais; mercado teme ingerência política

O Banco Central vendeu 1 bilhão de dólares em novos contratos de swap cambial tradicional nesta segunda-feira, num dia já de outras operações do BC no câmbio e marcado pela disparada do dólar e aversão a risco no Brasil diante de temores de interferência política na Petrobras (PETR4.SA> e em outras empresas e setores.

O anúncio da oferta líquida de swap ocorreu às 11h06, exato horário em que o dólar à vista bateu a máxima do dia, de 5,535 reais (+2,79%).

O BC cancelou esse comunicado e divulgou outro às 11h11, no qual alterou o horário de realização do leilão para 11h15-11h25, ante 11h15-11h20 informado inicialmente.

Foram vendidos 11.700 contratos de swap cambial para o vencimento 1º de outubro de 2021 e 8.300 para 1º de junho. O dólar chegou a desacelerar os ganhos, descendo a 5,4757 reais na mínima pós-anúncio da operação, mas voltou a ganhar força e subia 2,05%, para 5,4950 reais.

No último dia 9, o BC também havia realizado oferta líquida de até 1 bilhão de dólares em swaps, vendendo todo o lote em duas operações.

O leilão de novos swaps pelo BC visou reduzir o gap de depreciação entre o real e seus pares. Ainda assim, enquanto o dólar subia cerca de 2% aqui, a moeda ganhava 1,4% ante peso mexicano e lira turca e 0,9% contra o rand sul-africano.

O BC também fez nesta sessão operações para rolagem de contratos de swap cambial vincendos em abril e de linhas de dólares com compromisso de recompra que vencem em março.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1L10Q-BASEIMAGE

To Top