Carrefour não considera Casino como alvo de aquisição, diz presidente
Business

Carrefour não considera Casino como alvo de aquisição, diz presidente

Carrefour não considera Casino como alvo de aquisição, diz presidente

O Carrefour, maior varejista de alimentos da Europa, não vê grandes oportunidades de aquisição na França e não considera o rival Casino como um possível alvo de compra, disse o presidente-executivo do Carrefour, Alexandre Bompard, nesta segunda-feira. “Não vemos oportunidades de nos fortalecermos na França. Não existe conversa sobre o Casino e discussões para grandes aquisições no país”, disse Bompard à TV BFM. O Casino controla o grupo brasileiro GPA. Executivos do Carrefour disseram na semana passada que estavam “altamente confiantes” de que poderiam acelerar o desempenho do grupo, mesmo sem uma fusão com a canadense Alimentation Couche-Tard. “O episódio Couche-Tard ficou para trás. A página foi virada. Estamos de volta à ofensiva e continuaremos a nos desenvolver”, disse Bompard à BFM. O negócio com a Couche-Tard, no valor de cerca de 20 bilhões de dólares, foi bloqueado pelo governo francês, que considera o setor varejista de alimentos de importância nacional estratégica. “O Carrefour é uma empresa magnífica, mas não uma empresa ‘soberana’. Ninguém pode acreditar que a soberania da França depende do setor de varejo. Fármacos, defesa, esses são setores de soberania, mas não de varejo. Este argumento não é o certo”, disse Bompard.

(Por Dominique Vidalon)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1L0YM-BASEIMAGE

To Top