Prefeitura do Rio vai lançar nova licitação para Linha Amarela
Business

Prefeitura do Rio vai lançar nova licitação para Linha Amarela

Prefeitura do Rio vai lançar nova licitação para Linha Amarela

A prefeitura do Rio de Janeiro decidiu encampar a via expressa Linha Amarela, uma das principais da cidade, enquanto trabalha em preparativos para lançar uma nova concessão neste semestre, afirmaram representantes do governo carioca nesta segunda-feira.

A decisão de encampação foi tomada após negociações frustradas entre a prefeitura e a concessionária Lamsa, do grupo Invepar.

A disputa entre o município e a concessionária começou na gestão do ex-prefeito Marcelo Crivella, que apontava para irregularidades e fraudes no processo de concessão. Desde o ano passado, o pedágio de 7,50 reais dentro da cidade do Rio foi suspenso por ordem da Justiça, que no final de janeiro deu prazo até o dia 27 deste mês para a prefeitura encampar a via de forma plena e definitiva.

A Lamsa informou que segue em busca de negociação com a prefeitura “visando o respeito ao contrato de concessão e a preservação da segurança jurídica”. A concessionária entende que a encampação é prerrogativa da prefeitura porém, “é preciso seguir uma série de requisitos como a instauração de procedimento administrativo específico, notificação com pelo menos 90 dias, cálculo de indenização, entre outras etapas.

“Nada disso foi feito até o momento”, disse a concessionária em comunicado. “A concessionária buscará a preservação de seus direitos”, finalizou.

Porém, a transição da administração já começou, segundo a prefeitura.

“Começamos a transição para a operação da via. Um dos passos dessa transição é o inventário desse patrimônio, ou seja, tudo o que vai ser transferido para a prefeitura”, disse o secretário de Governo e Integridade Pública, Marcelo Calero.

“O nosso objetivo é que esta transferência aconteça da maneira mais harmoniosa possível, garantindo a operação da Linha Amarela, e, principalmente a segurança dos usuários”, acrescentou.

Segundo o secretário, a prefeitura já assumiu serviços de resgate, reboque, sinalização e segurança da via até que a nova licitação seja feita.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, chegou a falar que o valor justo da tarifa do pedágio da Via Amarela seria em torno de 3 reais. “O prefeito deixou muito claro que ele quer seja cobrado um preço justo pelo pedágio da Linha Amarela. Portanto haverá o encaminhamento de uma nova licitação. Mas, até a conclusão da licitação, a operação da via fica a cargo da prefeitura”, disse Calero.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1L14F-BASEIMAGE

To Top