MEU INSS: saiba como utilizar os serviços mais solicitados
Benefícios

MEU INSS: saiba como utilizar os serviços mais solicitados

MEU INSS

MEU INSS: saiba como utilizar os serviços mais solicitados. Desde julho de 2018, pedidos de benefícios do INSS, agendamento de perícia médica, histórico de contribuições previdenciárias e extrato de pagamentos podem ser acessados pela internet, pelo computador ou celular, dispensando a ida às agências do INSS.

Na pandemia, com as agências fechadas por seis meses, o portal Meu INSS foi o principal acesso de beneficiários e segurados ao instituto. São mais de 90 serviços disponíveis. Entre os mais buscados estão os de consulta a extratos de pagamento, de empréstimos e de contribuição.

O Meu INSS está na plataforma de governo gov.br. Para fazer o cadastro é preciso informar CPF, nome completo e data de nascimento e responder a algumas perguntas sobre seu histórico de contribuições.

Após o login, a maioria dos serviços pode ser feita a distância, exceto os que dependem de avaliação médico-pericial, avaliação social, apresentação de defesa por escrito para casos de irregularidades, prova de vida não resolvida pelo banco, cópia de laudos médicos e a entrega de documento para o cumprimento de alguns tipos de exigência, que são agendados, pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

A plataforma permite ainda a emissão de extratos e relatórios e o acompanhamento do pedido realizado. “Por vezes o cumprimento de exigência pode ocorrer via Meu INSS, mas dependendo da análise do INSS, pode ser solicitado a apresentação do documento em uma unidade de atendimento, o que deve ser previamente agendado”, afirma o INSS, em nota.

Até novembro de 2020, dado mais recente do instituto, mais de 669 mil pedidos dependiam da entrega de documentos por parte do segurado para sair da fila de análise. Se o prazo não é cumprido, o pedido é indeferido sem análise.

Para quem está prestes a se aposentar, a opção “Simular Aposentadoria” pode ajudar no planejamento. As simulações estão de acordo com as regras implantadas pela reforma da Previdência, mas não garantem direito à aposentadoria. O benefício só será concedido após análise da documentação pelos técnicos do INSS.

To Top