Documentário no Festival de Berlim ressalta coragem de manifestantes em Belarus
Celebridades

Documentário no Festival de Berlim ressalta coragem de manifestantes em Belarus

Documentário no Festival de Berlim ressalta coragem de manifestantes em Belarus

BERLIM (Reuters) – O diretor de “Courage”, um documentário sobre três atores que se jogaram nos protestos que emergiram da contestada eleição presidencial de Belarus no ano passado, espera que o filme ressalte a condição dos prisioneiros políticos no país.

O filme, que está em exibição no Festival de Cinema de Berlim, segue as vidas de atores que há 15 anos deixaram o Teatro Estatal de Minsk em protesto contra a repressão para estabelecerem seu próprio teatro independente. 

No ano passado, a hora deles chega quando milhares de pessoas tomam as ruas por todo o país do leste europeu, dizendo que a eleição do presidente Alexander Lukashenko havia sido fraudulenta. 

“Sabíamos desde o início que poderia ficar muito sério”, disse o diretor Aliaksei Paluyan. “Quando uma pessoa que tem explorado o seu país por 26 anos diz que vai atirar… para mim e para a minha cinegrafista estava claro: Eles vão atirar.”

Os protestos que atingiram o país desde agosto viram a candidata de oposição Svetlana Tichankovskaya ser forçada ao exílio, enquanto seu marido e muitos aliados próximos estão presos ao lado de muitos outros que foram detidos com a repressão policial em episódios de brutalidade sem precedentes no país. 

Paluyan, um bielorusso que deixou o país para Alemanha em 2012, disse que espera que o filme chegue a um público maior, ele tem medo, tanto por seu país quanto pelos três protagonistas de seu filme, jogados para a frente dos holofotes por conta da atenção para o documentário. 

“Coragem e audácia é quando você diz ‘estou com medo, eu estou com um medo horrível, mas ainda assim vou continuar´”, disse. 

(Reportagem de Lena Toepler)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH231LA-BASEIMAGE

To Top