Lojas Americanas deve abrir cerca de 150 lojas em 2021
Business

Lojas Americanas deve abrir cerca de 150 lojas em 2021

Lojas Americanas deve abrir cerca de 150 lojas em 2021

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) – A Lojas Americanas vai manter sua estratégia de abertura de lojas físicas, mesmo com a forte migração de compras para o comércio eletrônico, disseram executivos da companhia nesta sexta-feira.

“A abertura de lojas faz parte da nossa estratégia”, disse o diretor-presidente da Lojas Americanas, Miguel Gutierrez, durante teleconferência com analistas sobre os resultados do quarto trimestre, frisando que, dentro do plano de longo prazo, a expectativa é de abrir cerca de 150 novas unidades em 2021.

A declaração veio em resposta a uma pergunta sobre se a estratégia de abertura de lojas ainda faz sentido diante das medidas de isolamento social tomadas para conter a pandemia da Covid-19, que levaram consumidores a buscar o e-commerce.

A companhia é dona da B2W, com a qual está avaliando uma fusão. No quarto trimestre, o faturamento da Americanas subiu 15%, movimento liderado pela B2W, que mostrou crescimento de 38,2% no faturamento (GMV) sobre um ano antes.

Empresas com operações físicas e de comércio eletrônico, como a Americanas e as rivais Via Varejo e Magazine Luiza têm crescentemente usado suas lojas para que os clientes retirem produtos comprados pela internet.

Gutierrez disse ainda que a companhia seguirá com dinâmica de aquisições, em paralelo com possível unificação dos negócios com a B2W.

“Nosso plano de aquisições é para o longo prazo”, disse.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH241BF-BASEIMAGE

To Top