Irã enriquece urânio com novo tipo de máquina avançada em usina subterrânea, diz AIEA
Asia

Irã enriquece urânio com novo tipo de máquina avançada em usina subterrânea, diz AIEA

Irã enriquece urânio com novo tipo de máquina avançada em usina subterrânea, diz AIEA

O Irã começou a enriquecer urânio em sua usina subterrânea de Natanz com um segundo tipo de centrífuga avançada, a IR-4, afirmou a agência reguladora da ONU para a questão nuclear em um relatório visto pela Reuters nesta terça-feira, em mais uma quebra do acordo de Teerã com grandes potências mundiais.

O Irã acelerou recentemente o rompimento das restrições do acordo sobre atividades nucleares, em uma aparente tentativa de pressionar o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, enquanto ambos os lados estão envolvidos em um impasse sobre quem deveria agir primeiro para garantir a sobrevivência do acordo.

A quebra do acordo por Teerã começou em 2019 em resposta à retirada dos EUA e com a reimposição de sanções econômicas dos EUA contra o Irã sob o antecessor de Biden, Donald Trump, que era contra o acordo e tentou afundá-lo.

No ano passado, o Irã começou a levar três conjuntos de modelos diferentes de centrífugas de uma usina de superfície em Natanz para sua Usina de Enriquecimento de Combustíveis (FEP, na sigla em inglês) subterrânea. O país já faz o enriquecimento subterrâneo com centrífugas IR-2m. O acordo permite que o país faça o enriquecimento naquela instalação apenas com máquinas de primeira geração IR-1.

“No dia 15 de março de 2021, a agência verificou que o Irã começou a alimentar o conjunto de 174 centrífugas IR-4 já instaladas na FEP com UF6 natural”, afirma a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) no relatório direcionado aos países membros datado de segunda-feira, em referência ao hexafluoreto de urânio, a forma em que o urânio é alimentado nas centrífugas para o enriquecimento.

O Irã já indicou que agora planeja instalar um segundo conjunto de centrífugas IR-4 na FEP, mas a instalação ainda não começou, diz o relatório. O Irã já aumentou o número de máquinas IR-2m, que são muito mais eficientes que a IR-1, instaladas na usina subterrânea.

O Irã enriquece urânio com até 20% de pureza em outra usina, em Fordow.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2F1Q3-BASEIMAGE

To Top