Reino Unido ampliará estoque de ogivas nucleares em mais de 40% com aumento de ameaças globais
Business

Reino Unido ampliará estoque de ogivas nucleares em mais de 40% com aumento de ameaças globais

Reino Unido ampliará estoque de ogivas nucleares em mais de 40% com aumento de ameaças globais

O Reino Unido aumentará seu estoque de ogivas nucleares em mais de 40% para garantir sua segurança em um ambiente global mais arriscado à medida que enfrenta novas ameaças tecnológicas, anunciará o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, nesta terça-feira.

O país vinha reduzindo seu estoque de armas nucleares e, em 2010, o governo estabeleceu um limite máximo de 180 ogivas para até metade de 2020. Johnson, entretanto, descartou o limite anterior e anunciou que o número agora aumentaria para um máximo de 260.

O Reino Unido disse, em uma análise de segurança e defesa, que enfrenta riscos de países com armas nucleares, países nucleares emergentes e terrorismo nuclear patrocinado por Estados, e que a dissuasão com armas nucleares é necessária para garantir sua segurança e a de seus aliados.

“Alguns Estados estão aumentando e diversificando significativamente seus arsenais nucleares”, disse o governo na análise. “O crescimento da competição global, os desafios à ordem internacional e a proliferação de tecnologias potencialmente disruptivas representam uma ameaça à estabilidade estratégica.”

O Reino Unido também disse que planeja substituir sua ogiva nuclear atual por uma nova que será capaz de operar durante a vida útil de quatro novos submarinos em construção e que entrarão em atividade no início de 2030.

Com seus submarinos atuais, o Reino Unido disse que mantém sua política atual de sempre ter um de seus quatro submarinos de dissuasão nuclear em patrulha contínua.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS PVB ES

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2F18Q-BASEIMAGE

To Top