Brasilseg adota estratégia de desconto para impulsionar seguro agrícola em 2021/22
Agro

Brasilseg adota estratégia de desconto para impulsionar seguro agrícola em 2021/22

Brasilseg adota estratégia de desconto para impulsionar seguro agrícola em 2021/22

A Brasilseg, da BB Seguros, adotou uma estratégia de descontos para clientes do seguro agrícola no intuito de impulsionar a renovação de contratos para a nova safra (2021/22), após registrar um salto nos negócios em 2020.

Os prêmios de seguro rural da seguradora avançaram 22,65% em 2020, puxados pelas modalidades agrícolas, cujo crescimento foi de 27%, após o governo ter mais que dobrado o programa de subvenção ao seguro rural, com um total de recursos utilizados de 881 milhões de reais.

Para este ano, o superintendente de seguros rurais da Brasilseg, Paulo Hora, disse que a tendência é de continuidade de crescimento nesse segmento.

“(Buscamos) aplicar portfólio de produtos e aumentar a penetração nas diversas regiões do país”, afirmou o executivo sobre a área agrícola.

De acordo com o novo plano da empresa, cerca de 26 mil produtores rurais terão condições especiais na contratação, com até 5% de desconto no valor de prêmio de seguro.

“Esses produtores são uma parcela dos nossos clientes de seguros agrícolas, que em 2020 atingiram o número de 42 mil produtores com apólices vigentes. Crescemos em 30% o número de produtores que contrataram seguro agrícola em relação a 2019”, disse à Reuters.

Ele afirmou que o total de capital protegido pela seguradora nas lavouras fica em torno de 24 bilhões de reais, com produtos que protegem os agricultores, majoritariamente, contra riscos climáticos sobre a produção.

Deste montante, cerca de 7,5 bilhões de reais referem-se a uma modalidade de seguro agrícola que inclui também a cobertura sobre a variação de preços do cultivo do cliente no mercado.

“(O) Seguro de Receita… já representa em nossa carteira pouco mais que 33% do capital protegido nas lavouras. Um crescimento de 20% (em 2020) em relação ao ano de 2019, o que demonstra maior preocupação do produtor também com o risco de preço”, afirmou Hora.

O superintendente destacou ainda que a carteira de seguro rural da Brasilseg, abrangendo todas as modalidades dentro do segmento –Patrimônio Rural, Agrícola, Floresta, Pecuário, Vida do Produtor)– emitiu 3,9 bilhões de reais em prêmios de seguro no ano de 2020.

Somente a modalidade agrícola, que contempla a proteção das lavouras, foram emitidos 1,6 bilhão de reais em prêmios em 2020. “Atualmente seguramos 8 milhões de hectares de lavouras e protegemos 24 bilhões de capital”, acrescentou.

Balanço do Ministério da Agricultura divulgado neste mês mostrou que o número de contratação de apólices mais que dobrou em 2020, para 193.470 unidades, ante 93.108 registradas um ano antes, puxado pelos aumentos na demanda de agricultores e no valor aplicado pelo governo ao programa de subvenção.

(Por Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2H1GO-BASEIMAGE

To Top