Marco Aurélio Mello será relator de ação de Bolsonaro contra restrições
Brasil

Marco Aurélio Mello será relator de ação de Bolsonaro contra restrições

Marco Aurélio Mello será relator de ação de Bolsonaro contra restrições

O ministro Marco Aurélio Mello será o relator de ação apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF) que questiona medidas de restrição em Estados editadas na intenção de conter a disseminação do coronavírus.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) de Bolsonaro questiona especificamente restrições adotadas pelo Distrito Federal, Bahia e Rio Grande do Sul, e pede que o STF suspenda os decretos que determinam o fechamento do comércio além das atividades essenciais –hoje limitadas a alimentos, médicos, veterinários e outras atividades ligadas a saúde, e construção civil–, sob a alegação que é necessário uma lei estadual.

A ação argumenta que medidas como o toque de recolher determinados pelos governadores são comparáveis a um estado de sítio ou de defesa, o que só poderia ser declarado pelo presidente.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro tem criticado Estados que adotam medidas de restrição e abriu embate direto com muitos deles e insiste que a economia não pode parar. O presidente também considera que governadores extrapolam seu poder ao determinar medidas rígidas de restrição e acusa o STF de ter usurpado sua prerrogativa.

A decisão do STF a que o presidente se refere autorizou governadores e prefeitos a adotar medidas de contenção da disseminação do novo vírus, sem que isso implique na retirada dos poderes do governo federal, já que a gestão da saúde envolve as três esferas da administração pública de forma compartilhada.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2L1UR-BASEIMAGE

To Top