Açúcar bruto avança na ICE com foco na safra do Brasil; café fecha em queda
Agro

Açúcar bruto avança na ICE com foco na safra do Brasil; café fecha em queda

Açúcar bruto avança na ICE com foco na safra do Brasil; café fecha em queda

Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE avançaram nesta quarta-feira pela primeira vez nas últimas seis sessões, afastando-se da mínima de três meses registrada na véspera, enquanto o café arábica terminou o dia em baixa.

AÇÚCAR

* O contrato maio do açúcar bruto fechou em alta de 0,2 centavo de dólar, ou 1,3%, a 15,63 centavos de dólar por libra-peso. Na terça-feira, o primeiro contrato tocou uma mínima de três meses, a 15,05 centavos.

* Operadores disseram que os movimentos de compra ajudaram o mercado a recuperar algumas das perdas recentes, com a expectativa de um início de colheita lento no Brasil também fornecendo suporte aos preços.

* As exportações de açúcar do centro-sul do Brasil devem recuar 3 milhões de toneladas na temporada 2021/22 –que começa em abril–, para 26,5 milhões de toneladas, estimou a Agroconsult.

* O congestionamento nos portos brasileiros também deve retardar o fluxo dos embarques do país nas próximas semanas.

* “O único suporte de curto prazo parece ser o congestionamento nos portos do Brasil. Uma colheita de soja lenta significa que a janela de exportações da oleaginosa muito provavelmente vai avançar até o início da janela de exportações de açúcar”, disse Tobin Gorey, analista do Commonwealth Bank of Australia.

* O açúcar branco para maio avançou 9,80 dólares, ou 2,2%, para 450,30 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O contrato maio do café arábica fechou em queda de 1,1 centavo de dólar, ou 0,9%, a 1,265 dólar por libra-peso, uma mínima de duas semanas.

* Operadores disseram que as preocupações com a demanda fraca, especialmente por café arábica, devem limitar as altas nos preços, com os lockdowns relacionados à Covid-19 em grandes centros consumidores, como Alemanha e França, restringindo o consumo fora de casa.

* “As exportações têm se mantido em baixa recentemente, mas isso provavelmente não se trata de um sinal de menor disponibilidade, e sim de demanda mais fraca”, disse o Rabobank nesta quarta-feira.

* O café robusta recuou 11 dólares, ou 0,8%, para 1.366 dólares a tonelada.

* Os estoques de café verde mantidos em grandes portos europeus avançaram 1% em dezembro de 2020, mostraram dados da Federação Europeia do Café.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2N1Z5-BASEIMAGE

To Top