Frigol anuncia fim das operações em unidade goiana e devolução da planta
Agro

Frigol anuncia fim das operações em unidade goiana e devolução da planta

Frigol anuncia fim das operações em unidade goiana e devolução da planta

SÃO PAULO (Reuters) – O Frigol, quarto maior frigorífico de carne bovina do país, anunciou nesta segunda-feira que encerrará suas operações na unidade arrendada de Cachoeira Alta (GO) e fará a devolução da planta diante de uma reestruturação financeira da empresa e adversidades do mercado, como alta nos preços do boi e fraqueza da demanda no mercado interno.

Além disso, a companhia disse em nota que pesaram para a decisão fatos adicionais como a baixa atratividade por investimentos que poderiam permitir o direcionamento de produtos ao mercado externo, segmento no qual a Frigol pretende agora aumentar seu foco.

A produção da empresa se concentrará em suas outras três unidades de abates de bovinos, localizadas em Lençóis Paulista (SP), São Félix do Xingu e Água Azul do Norte, ambas no Pará.

“Essas três unidades, com várias habilitações para exportação para diferentes mercados, vão assegurar a disponibilidade de produtos para os mercados interno e externo”, afirmou a companhia no comunicado.

Com o encerramento da operação em Goiás, haverá a devolução da unidade ao proprietário e o desligamento dos atuais colaboradores.

A Frigol disse que fornecerá a todos os ex-funcionários, pelo período de 30 dias: carta de referência, possibilidade de vaga em outra unidade sem entrar no processo seletivo, e suporte na busca de novas oportunidades de emprego na cidade e região.

“A empresa também se empenhará para manter o relacionamento e os negócios com os pecuaristas da região, absorvendo parcialmente os animais pela planta de Lençóis Paulista (SP)”, acrescentou.

A companhia ressaltou que a decisão se soma às demais iniciativas que a Frigol vem adotando com o objetivo de assegurar melhor eficiência operacional e resultados sustentáveis.

“A companhia permanece atenta a novas oportunidades para expansão dos seus negócios em linha com seu plano estratégico.”

(Por Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3411B-BASEIMAGE

To Top