Presidente do Senado critica decisão do STF, mas diz que vai instalar CPI da Covid
Brasil

Presidente do Senado critica decisão do STF, mas diz que vai instalar CPI da Covid

Presidente do Senado critica decisão do STF, mas diz que vai instalar CPI da Covid

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou nesta quinta-feira que vai cumprir a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a imediata instalação da CPI da Covid na Casa, embora tenha considerado que a determinação judicial é “equivocada” e invoca precedentes inadequados.

Em entrevista coletiva após a divulgação da decisão de Barroso, Pacheco disse que deverá cumprir os trâmites para instalar a comissão de inquérito na próxima semana, ao pedir aos partidos que façam a indicação dos nomes para compor o colegiado.

Entretanto, em vários momentos, o presidente do Senado criticou a decisão do STF ao avaliar que a CPI poderá expor os senadores ao risco de serem contaminados pela Covid-19, uma vez que precisa ocorrer de forma presencial, e tem ainda condições de se tornar uma antecipação do palanque político para as eleições de 2022.

Pacheco disse que, desde que assumiu o comando do Legislativo, buscou fazer um enfrentamento “inteligente” da pandemia pautado pela pacificação, união e coordenação, procurando a todo momento a estabilidade política.

“Embora eu respeite aqueles que a desejem…, eu considero que a CPI da Pandemia, neste momento, vai ser um ponto fora da curva”, disse ele, acrescentando que considera que o momento não seria o mais apropriado para realizar a comissão de inquérito.

O presidente do Senado disse que vai considerar recorrer da decisão que determinou a abertura da CPI.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3800D-BASEIMAGE

To Top