EUA reverterão diretriz de Trump posicionando tropas adicionais na Alemanha
Brasil

EUA reverterão diretriz de Trump posicionando tropas adicionais na Alemanha

EUA reverterão diretriz de Trump posicionando tropas adicionais na Alemanha

Os Estados Unidos aumentarão suas forças na Alemanha em meio às tensões mais recentes com a Rússia por causa da Ucrânia, descartando os planos do ex-presidente Donald Trump de retirar cerca de 12 mil dos 36 mil soldados do país aliado na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

“Informei a ministra de nossa intenção de manter aproximadamente 500 efetivos adicionais dos EUA permanentemente na área de Wiesbaden já nesta primavera”, disse o secretário da Defesa norte-americano, Lloyd Austin, em uma coletiva de imprensa depois de se encontrar com sua contraparte alemã, Annegret Kramp-Karrenbauer, em Berlim.

Em junho, Trump anunciou sua intenção de reduzir o contingente de tropas na Alemanha em cerca de um terço, dizendo que Berlim estava se aproveitando dos EUA sem cumprir suas obrigações financeiras com a Otan.

Austin, que serviu na Alemanha quando era um jovem tenente e disse ter boas lembranças desta época, adotou um tom completamente diferente, agradecendo Berlim por sua contribuição para missões da Otan, como no Afeganistão, e por adotar medidas para aumentar os gastos com a defesa.

“Realmente valorizo o que vocês oferecem. Não me passa despercebido que compartilhamos valores e que vocês são um parceiro muito comprometido”, disse ele, enquanto Kramp-Karrenbauer saudou a decisão sobre as tropas como um sinal animador.

Austin foi evasivo ao ser indagado se a mobilização de tropas adicionais deveria ser interpretada como um recado à Rússia em meio à renovação das tensões relativas à Ucrânia, mas enfatizou o valor militar da presença de mais soldados na Europa para a Otan.

(Por Sabine Siebold)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3C113-BASEIMAGE

To Top