Rússia diz ter começado a retirar tropas da Crimeia após exercícios militares
Asia

Rússia diz ter começado a retirar tropas da Crimeia após exercícios militares

Rússia diz ter começado a retirar tropas da Crimeia após exercícios militares

O Ministério da Defesa da Rússia informou nesta sexta-feira que começou a mandar tropas e unidades militares na Crimeia anexada de volta às suas bases permanentes após uma grande mobilização perto da fronteira com a Ucrânia que fez Kiev e o Ocidente temerem o risco de uma guerra.

Na quinta-feira, a Rússia anunciou ter finalizado uma “inspeção relâmpago” de exercícios militares em seu sul e oeste depois de semanas de tensões com o Ocidente por causa de sua concentração de dezenas de milhares de soldados perto da Ucrânia.

A Ucrânia saudou contidamente a retirada das tropas.

“Se a Rússia realmente recuar da fronteira com a Ucrânia a força militar enorme que mobilizou ali, isto já amenizará as tensões”, disse o ministro ucraniano das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, em um comunicado.

“Mas precisamos lembrar que este passo não colocaria um fim nem à escalada atual, nem ao conflito em geral entre Ucrânia e Rússia.”

Washington disse que está esperando para ver quais ações se seguirão ao anúncio de Moscou e que “continuará observando muito atentamente”.

Ainda nesta sexta-feira, a Rússia disse que as tropas de seu distrito militar sul e tropas aéreas que participaram da inspeção relâmpago começaram a retornar.

O país também disse que unidades e formações militares estão marchando para estações ferroviárias de carregamento e campos aéreos.

Uma retirada confirmada de soldados que se juntaram ao contingente permanente provavelmente será bem recebida por países ocidentais que expressavam alarme com a perspectiva de uma nova intervenção russa no leste ucraniano.

(Por Anton Kolodyazhnyy)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3M0PS-BASEIMAGE

To Top