Não se exige caneta explosiva: MI6 procura novo mestre de artefatos de espionagem
Celebridades

Não se exige caneta explosiva: MI6 procura novo mestre de artefatos de espionagem

Não se exige caneta explosiva: MI6 procura novo mestre de artefatos de espionagem

Você consegue transformar um relógio de pulso em um explosivo? Ou talvez consiga criar óculos de raios X para ver quem está levando uma arma escondida? Se sim, talvez devesse se candidatar para ser o próximo “Q” do serviço de espionagem estrangeiro britânico MI6.

O chefe do Serviço Secreto de Inteligência do Reino Unido disse nesta quinta-feira que a agência de espionagem está procurando um novo chefe técnico, o “diretor-geral Q”, conhecido pelos fãs dos filmes de James Bond simplesmente como “Q”.

“Estamos procurando um novo ‘Q’. Se você quiser servir seu país ajudando o MI6 a desenvolver a tecnologia operacional do futuro, dê uma olhada”, escreveu Richard Moore no Twitter.

Nos filmes de Bond, “Q” fornece ao agente 007 uma variedade de engenhocas, de um carro Aston Martin com banco do passageiro ejetor a uma caneta esferográfica que se torna uma granada.

Mas, de acordo com a descrição do cargo, a versão da vida real será “responsável pelas equipes que criam e adotam tecnologias para capacitar nossa missão contra os adversários mais duros do Reino Unido”.

“Você transforma tecnologias desestabilizadoras de ameaças às nossas operações para oportunidades, colocando o MI6 na linha de frente da inovação digital”.

Nos filmes de 007, Q foi interpretado por atores como Desmond Llewelyn, Geoffrey Bayldon e John Cleese, mas na aventura de 2017 o ex-chefe do MI6 revela que o cargo na verdade é ocupado por uma mulher não identificada.

(Por Michael Holden)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3S13H-BASEIMAGE

To Top