Palmeiras vence Defensa y Justicia e dispara na liderança do Grupo A da Libertadores
Últimas Notícias

Palmeiras vence Defensa y Justicia e dispara na liderança do Grupo A da Libertadores

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em sua partida de número 200 na Libertadores, o Palmeiras teve dificuldade, mas conseguiu deslanchar no segundo tempo para vencer o Defensa y Justicia (ARG), nesta terça (4), por 2 a 1, e disparar na liderança do Grupo A.

Na Argentina, Rony marcou duas vezes após assistências de Luiz Adriano e evitou que a equipe alviverde perdesse a chance de superar um adversário desfalcado após um surto de Covid-19 no elenco, que deixou 15 jogadores sem condições de atuar, entre eles quatro titulares –Meza, Enzo Fernández, Pizzini e Romero.

Com o resultado, o elenco comandado por Abel Ferreira chegou aos nove pontos, cinco a mais do que o próprio Defensa, após três rodadas. Na sequência, aparecem o Independiente del Valle, do Equador, com um ponto, e o Universitario, do Peru, ainda zerado.

Foi 111ª vitória palmeirense no torneio continental, no qual o clube teve também 36 empates e 53 derrotas ao longo de suas 200 partidas.

Havia a expectativa de que o duelo desta terça pudesse ser vencido com uma certa facilidade, justamente por causa das baixas do rival, algoz do time alviverde na decisão da Recopa Sul-Americana, no último dia 14 de abril. Na prática, porém, isso não se concretizou.

Durante todo o primeiro tempo, os donos da casa conseguiram deixar o jogo equilibrado, sobretudo por se manterem bem fechados na defesa, com apenas dois homens, Walter Bou e Hachen, livres para atacar.

Mesmo com posse de bola amplamente superior, cerca de 70% em determinados momentos, o Palmeiras não tinha criatividade para furar o sistema defensivo do rival.

Tanto que só teve a primeira finalização ao gol aos 33 minutos, num chute de Rony, desviado pela defesa. À essa altura, o Defensa já havia feito cinco arremates à meta defendida por Weverton. Só aos 46 o Palmeiras exigiu do goleiro Unsain uma boa defesa, após nova finalização do camisa 7.

Na volta do intervalo, com apenas um minuto de jogo, a equipe alviverde mostrou uma atitude diferente e abriu o placar após assistência de Luiz Adriano para Rony, que finalizou cruzado, na saída do goleiro.

Em desvantagem, o time argentino precisou se expor e sofreu o segundo nível minutos depois, outra vez com a dupla Rony e Luiz Adriano. O camisa 10 recebeu de Raphael Veiga, que puxou o contra-ataque, e serviu o companheiro, que bateu de chapa.

Os donos da casa ainda descontaram o placar, aos 22, com um gol de Tripichio. Depois, pressionaram o time alviverde, mas não conseguiram evitar a derrota.

DEFENSA Y JUSTICIA

Unsaín; Juan Rodríguez, Emanuel Brítez e Néstor Breitenbruch; Matías Rodríguez, Nicolás Tripichio e Raúl Loaiza (Ortíz), Benítez e Nahuel Gallardo (Felipe Ríos); Gabriel Hachen e Walter Bou. T.: Sebastián Beccacece

PALMEIRAS

Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha e Victor Luís; Danilo (Felipe Melo), Patrick de Paula (Danilo Barbosa) e Raphael Veiga (Mayke); Rony e Luiz Adriano (Wesley). T.: Abel Ferreira

Estádio: Norberto “Tito” Tomaghello, em Buenos Aires-ARG

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)

Assistentes: Miguel Roldan e Sebastian Vela (COL)

Cartões amarelos: Gabriel Hachen, Walter Bou, Raúl Loaiza, Emanuel Brítez e Juan Rodríguez (DYJ); Victor Luís (PAL)

Gols: Rony (PAL), ao 1’ e aos 10′, e Nicolás Tripichio (DYJ), aos 22’/2ºT

To Top