Benefícios

Prova de vida do INSS: Acompanhe os prazos após retomada

Prova de vida do INSS: Acompanhe os prazos após retomada O INSS retomará os bloqueios de aposentadorias e pensões por falta de prova de vida a partir de junho para beneficiários que não realizaram o procedimento devido à suspensão dessa exigência a partir de março de 2020, mês do início das medidas para contenção da Covid-19.

O reinício dos bloqueios de pagamentos por falta de fé de vida para esse público estava previsto para maio, mas a medida foi adiado em um mês.

Haverá escalonamento dos prazos de vencimento para que os segurados façam o recadastramento.

O primeiro prazo a vencer, em junho, valerá para aqueles que deixaram de realizar a renovação nos meses de março e abril de 2020.

Para beneficiários que foram selecionados para a comprovação digital por reconhecimento facial (biometria) e não o fizeram por meio de quaisquer canais disponíveis, o bloqueio dos pagamentos ocorrerá neste mês.

Esse bloqueio para convocados para a prova de vida digital ocorrerá em maio apenas para 160 mil pessoas que já deveriam ter realizado o procedimento em fevereiro de 2020, antes do início da pandemia.

Integrantes desse grupo que perderem o prazo ainda poderão realizar o desbloqueio dos pagamentos por reconhecimento facial pelo aplicativo Meu gov.br.

Outros 340 mil cidadãos incluídos no projeto de teste de recadastramento digital já concluíram a comprovação e não correm risco de perder o benefício.

Os demais segurados devem considerar o calendário de retomada dos bloqueios a partir de junho.

O beneficiário não é obrigado a esperar o fim do prazo, pois o recadastramento pode ser feito a qualquer momento.

O INSS permite que alguns beneficiários realizem a prova de vida em domicílio, por meio da visita de um funcionário do órgão à casa do segurado.

Esse direito é garantido a maiores de 80 anos e a pessoas a partir de 60 anos que possuam dificuldade de locomoção. Nesse caso, é preciso comprovar essa condição de saúde por meio de documento médico.

O atendimento deve ser agendado pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

VOLTA DA PROVA DE VIDA | O QUE FAZER

A prova de vida voltará a ser obrigatória e os segurados terão prazo para realizar o procedimento. Veja o calendário:

Mês em que a prova de vida venceuNovo prazo para a prova de vida
março e abril de 2020junho de 2021
maio e junho de 2020julho de 2021
julho e agosto de 2020Agosto de 2021
setembro e outubro de 2020Setembro de 2021
novembro e dezembro de 2020Outubro de 2021
janeiro e fevereiro de 2021Novembro de 2021
março e abril de 2021Dezembro de 2021

COMO FUNCIONA NOS BANCOS

  • A prova de vida pode ser realizada nos guichês de atendimento da agência em que a conta foi aberta
  • Basta apresentar um documento oficial com foto, utilizar o cartão magnético e recadastrar a senha
  • Em alguns casos, é possível fazer o procedimento por aplicativo para celular ou nos caixas eletrônicos. Veja:

CAIXA ECONÔMICA

  • Clientes que têm identificação biométrica cadastrada no caixa eletrônico
  • Para isso, basta fazer um saque em qualquer terminal e usar a biometria

BANCO DO BRASIL

  • Quem recebe o benefício na conta-corrente ou poupança do BB pode fazer a prova de vida pelo aplicativo BB
  • Depois de instalar o aplicativo do banco no celular, é preciso usá-lo para acessar a conta e seguir as etapas:
  1. No menu “Serviços”, vá em “INSS”
  2. Clique em “Prova de vida INSS”
  3. Tire fotos do documento de identificação (frente e verso) e uma selfie
  • O banco fará uma análise e informará pelo próprio aplicativo se a prova de vida foi aceita e o prazo de validade

BRADESCO

  • Quem recebe o benefício pelo Bradesco e tem biometria cadastrada pode fazer a prova de vida nos caixas eletrônicos do banco e na rede Banco 24Horas
  • Qualquer transação realizada no mês de vencimento da fé de vida com uso da biometria é considerada uma confirmação de que o segurado está vivo

ITAÚ

  • O banco também oferece a prova de vida de forma automática, mediante uso da biometria em transações nos caixas eletrônicos ou nos guichês de caixa

SANTANDER

  • A prova de vida pode ser feita por clientes com o uso da biometria nos terminais de autoatendimento e nos caixas

PROVA DE VIDA DIGITAL

A comprovação de fé de vida digital utiliza a tecnologia de reconhecimento facial para identificar o beneficiário. Confira:

  1. O segurado que está habilitado e fizer o login no aplicativo Meu INSS é direcionado para o aplicativo Meu gov.br
  2. Haverá uma mensagem avisando que chegou a hora de fazer a prova de vida e um botão na tela do celular com a informação “Instale o Meu gov.br”
  3. Depois de entrar no aplicativo, é preciso clicar em “Autorizações”, selecionar a pendência e clicar em “Autorizar”
  4. Será preciso confirmar a autorização clicando em “Realizar Validação”
  5. O Meu gov.br pedirá para utilizar a câmera do celular para tirar fotos e fazer vídeos. É preciso escolher “Permitir”
  6. O sistema solicitará uma informação que está em um documento que está no cadastro do governo, como a data de emissão da CNH digital
  7. Após ler as informações e informar que as entendeu, será necessário posicionar o rosto diante da câmera do celular
  8. O rosto deve aparecer no centro do círculo na tela do celular e o sistema solicitará que o usuário faça alguns movimentos
  9. Uma barra na cor azul indicará quantos segundos faltam para a conclusão dos movimentos e, depois, a prova de vida estará concluída

Atenção

  • O Meu INSS e o Meu gov.br estão disponíveis nas lojas virtuais de aplicativos para sistemas Android (Play Store) e iOS (App Store)

Não é para todos

  • A prova de vida digital só é possível para cidadãos com biometria cadastradas no sistema do governo, como é o caso de quem tem a CNH digital
  • Atualmente, mais de 5 milhões de beneficiários do INSS estão aptos a realizar a prova de vida por meio do reconhecimento facial através do aplicativo Meu gov.br
  • Mas quem preferir pode realizar a fé de vida do jeito tradicional, indo até a agência bancária, mesmo que esteja autorizado a fazer o procedimento pelo celular

Fontes: INSS, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Santander, Itaú Unibanco e Bradesco: Fonte: Agora

To Top