Pazuello diz que Bolsonaro fez declaração política sobre CoronaVac, mas não mandou cancelar compra
Brasil

Pazuello diz que Bolsonaro fez declaração política sobre CoronaVac, mas não mandou cancelar compra

Pazuello diz que Bolsonaro fez declaração política sobre CoronaVac, mas não mandou cancelar compra

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello garantiu à CPI da Covid no Senado não ter recebido ordem do presidente Jair Bolsonaro para suspender negociação com o Instituto Butantan para compra da vacina CoronaVac, apesar dos posicionamentos públicos do presidente avisando que o governo não compraria o imunizante.

Segundo Pazuello, Bolsonaro se colocou como um “agente político” nas declarações públicas feitas contra a vacina da chinesa Sinovac, mas o ex-ministro argumentou que postagem na internet não é ordem e que nunca recebeu qualquer direção do presidente no sentido de cancelar a compra.

Em outubro do ano passado, após reunião com 27 governadores, o então ministro anunciou a assinatura de protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac, que à época passava por testes no Brasil liderados pelo Instituto Butantan, do governo de São Paulo.

No dia seguinte, no entanto, Bolsonaro desautorizou Pazuello e afirmou, em publicação no Facebook, que a vacina não seria comprada, em resposta a apoiador que criticava a origem chinesa da vacina. Em outra publicação na rede social, o presidente apontou que ela ainda não contava com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disse que “o povo brasileiro não será cobaia de ninguém”.

No dia seguinte, após ser publicamente desautorizado, Pazuello recebeu Bolsonaro e ao minimizar a situação em um vídeo transmitido pelas redes sociais disse que “um manda, outro obedece”.

Nesta quarta, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Pazuello disse que a declaração nada mais era do que um “jargão simplório” do meio militar.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello; Edição de Pedro Fonseca)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4I12V-BASEIMAGE

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4I0ZR-BASEIMAGE

To Top