Presidente da CPI suspende depoimento de Pazuello, que será retomado na quinta-feira
Brasil

Presidente da CPI suspende depoimento de Pazuello, que será retomado na quinta-feira

Presidente da CPI suspende depoimento de Pazuello, que será retomado na quinta-feira

O presidente da CPI da Covid do Senado, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou no fim da tarde desta quarta-feira a suspensão do depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e a retomada da fala dele na quinta-feira.

“Suspendemos a sessão de hoje por conta do plenário do Senado. Ainda há 23 senadores inscritos. Voltaremos amanhã às 9h30”, disse Omar Aziz no Twitter.

Em entrevista à CNN Brasil, o senador Otto Alencar (PSD-BA), que é médico, relatou ter atendido o ex-ministro durante o intervalo após Pazuello ter passado mal. Segundo Alencar, ele teve um quadro de palidez e baixa pressão.

O senador disse que esse quadro, chamado de síndrome vaso-vagal, é comum. Pazuello já deixou as dependências do Senado caminhando. Quando saía do Congresso, no entanto, o ex-ministro negou ter passado mal.

Em entrevista a alguns jornalistas, Aziz garantiu que Pazuello tinha condições de retomar o depoimento nesta quarta, mas como o Senado estavam em sessão de votações e havia ainda muitos senadores inscritos para inquirir o ex-ministro, achou melhor deixar para retomar os trabalhos só na manhã de quinta.

Apesar do habeas corpus concedido em seu favor para evitar que ele pudesse se autoincriminar, Pazuello iniciou se depoimento de forma tranquila e chegou a confrontar perguntas e afirmações de senadores.

No decorrer do depoimento, acusado de mentir principalmente nos pontos relacionados à crise sanitária que atingiu o Amazonas, Pazuello tentou se explicar e afirmou ter tomado imediatamente todas as medidas possíveis.

Ele seria inquirido pelo senador pelo Amazonas Eduardo Braga, que é líder do MDB, mas a reunião da CPI foi suspensa porque a ordem do dia no Senado havia sido iniciada.

A expectativa inicial era de retomada do depoimento após as votações no plenário do Senado.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4I1DA-BASEIMAGE

To Top