UE desaconselha 2ª vacina da AstraZeneca para pessoas com problemas de coágulos
Brasil

UE desaconselha 2ª vacina da AstraZeneca para pessoas com problemas de coágulos

UE desaconselha 2ª vacina da AstraZeneca para pessoas com problemas de coágulos

A segunda dose da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford não deve ser dada a ninguém que teve coágulos sanguíneos com contagem baixa de plaquetas depois de receber a primeira, disse a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) nesta sexta-feira.

O conselho para profissionais de saúde da EMA é parte de uma análise em andamento sobre coágulos sanguíneos raros, mas graves, possivelmente ligados à inoculação da vacina e também à vacina contra coronavírus da Johnson & Johnson.

A EMA está analisando os coágulos no abdômen e no cérebro desde março, e recomenda que os rótulos das duas vacinas exibam avisos sobre problemas de coagulação, mas insistindo que os benefícios em geral superam quaisquer riscos.

Tanto a vacina da AstraZeneca quanto a da J&J usa versões diferentes de um vírus frio para levar instruções para a criação de proteínas de coronavírus às células para provocar uma reação imunológica.

“Embora os coágulos sanguíneos com contagem baixa de plaquetas após a vacinação sejam muito raros, a EMA continua a aconselhar as pessoas a estarem ciente dos sintomas… para que possam receber pronto tratamento médico especializado se necessário”, disse a agência nesta sexta-feira.

A entidade ainda disse que as pessoas devem ficar atentas a qualquer sinal de coágulos sanguíneos ou contagem baixa de plaquetas até três semanas depois de receberam a primeira dose da vacina da AstraZeneca, e que as recomendações mais recentes serão acrescentadas às informações do produto da vacina.

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford não comentaram de imediato.

(Por Pushkala Aripaka em Bengaluru)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702)) REUTERS AC

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4K16B-BASEIMAGE

To Top