Leilão 5G deve acontecer em julho, diz ministro das Comunicações
Business

Leilão 5G deve acontecer em julho, diz ministro das Comunicações

Leilão 5G deve acontecer em julho, diz ministro das Comunicações

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou nesta quarta-feira que o governo federal mantém o leilão da tecnologia 5G para o mês de julho, apesar de o Tribunal de Contas da União não ter ainda encerrado a análise do edital e não ter previsão para apreciação em plenário.

“A nossa previsão para o leilão é julho, julho é segundo semestre”, disse Faria.

De acordo com o ministro, o TCU teria 150 dias para analisar o edital antes de devolver para a Agência Nacional de Telecomunicações, que então marcaria o leilão. Esse tempo, no entanto, poderia ter reduzido em até 60 dias, para três meses, e ainda não encerrou.

“Estamos respondendo todos os questionamentos. Espero que nas próximos semanas o TCU possa apreciar o leilão no Pleno. Depois que sair do TCU a gente tem em torno de 30 dias na Anatel para marcar o leilão. Não acredito que vá haver nenhum retrocesso de ter que voltar à estaca zero”, afirmou o ministro.

Faria disse ainda que, mantido o prazo, todas as capitais brasileiras deverão ter já o 5G Stand Alone até julho de 2022. Ao mesmo tempo, as operadoras terão até 2028 para implementar todas as obrigações detalhadas no leilão, que incluem a extensão da internet 4G para todos os municípios com mais de 600 habitantes e redes de fibra ótica para atender a região Norte, entre outras exigências.

No final desta semana, uma comitiva de Brasília embarca para os Estados Unidos para visitas à órgãos do governo norte-americano, onde irão conhecer a rede privativa de 5G instalada no país e que o governo brasileiro incluiu no leilão.

Também haverá visitas a empresas de telecomunicações e de bancos de investimento.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5117M-BASEIMAGE

To Top