Ações tocam novas máximas; setores imobiliário e de viagens lideram ganhos
Economia

Ações tocam novas máximas; setores imobiliário e de viagens lideram ganhos

Ações tocam novas máximas; setores imobiliário e de viagens lideram ganhos

As ações europeias atingiram novas máximas nesta terça-feira, impulsionadas por empresas de viagens e imobiliárias, mas dados fracos sobre a produção industrial alemã e dúvidas sobre a retirada de restrições no Reino Unido este mês limitaram os ganhos.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,08%, a 1.749 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,1%, a 454 pontos, depois de tocar uma máxima recorde durante a sessão.

Setores considerados mais estáveis, como o imobiliário e o de telecomunicações, lideraram os ganhos.

O subíndice de viagens e lazer saltou 1,8%, apoiado em grande parte por ganhos da transportadora de baixo custo easyJet, já que o Goldman Sachs recomendou compra da ação.

As ações alemãs fecharam em queda depois que dados mostraram uma queda inesperada na produção industrial em abril, em mais um sinal de que a escassez de semicondutores e outros gargalos na oferta estão prejudicando a recuperação na maior economia da Europa.

As preocupações dos investidores também foram alimentadas pela notícia do The Times de que a próxima fase de flexibilização do lockdown britânico poderia ser adiada por 15 dias em meio a preocupações com a disseminação de novas variantes da Covid-19.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,25%, a 7.095,09 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,23%, a 15.640,60 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,11%, a 6.551,01 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,06%, a 25.809,16 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,11%, a 9.153,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,53%, a 5.112,24 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH570YZ-BASEIMAGE

To Top