Após comentário de Fernández sobre brasileiros, Bolsonaro compara presidente argentino com Maduro
Brasil

Após comentário de Fernández sobre brasileiros, Bolsonaro compara presidente argentino com Maduro

Após comentário de Fernández sobre brasileiros, Bolsonaro compara presidente argentino com Maduro

O presidente Jair Bolsonaro comparou nesta quinta-feira o presidente da Argentina, Alberto Fernández, com o líder venezuelano, Nicolás Maduro, após declaração do mandatário argentino na véspera sobre as origens dos brasileiros, mas garantiu que a rivalidade com os vizinhos se dá apenas no futebol.

“O presidente da Argentina falou que eles vieram da Europa de barco e nós viemos da selva. Eu lembro uma coisa, logo que Chávez (ex-presidente venezuelano) morreu, assumiu Maduro, e ele falava que conversava com passarinhos que estavam encarnados na figura do Chávez”, disse Bolsonaro a apoiadores ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manha.

“Eu acho que Maduro e Fernández, para eles não têm vacina”, acrescentou o presidente brasileiro, como quem diz que os dois líderes não têm jeito.

Na quarta-feira, em uma visita oficial do primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, Fernández estava falando dos laços que ligam a Argentina à Europa, quando deu uma declaração polêmica, apontada como racista por alguns críticos.

“Os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós, os argentinos, viemos dos barcos. E eram barcos que vinham da Europa”, disse Fernández.

Mais tarde, em seu Twitter, o presidente argentino pediu desculpas. “Não quis ofender a ninguém, mas de qualquer forma, a quem se sentiu ofendido ou invisibilizado, desde já minhas desculpas”, escreveu.

Na noite de quarta, Bolsonaro já havia tuitado uma foto onde aparece sorrindo cercado de indígenas, escrevendo simplesmente a palavra “selva” em letra maiúscula, com o emoji da bandeira brasileira ao lado.

Ainda a apoiadores, Bolsonaro disse que trocou mensagens com o ex-presidente da Argentina Mauricio Macri, antecessor de Fernández e aliado do presidente brasileiro, nesta quinta e que está tudo bem na relação com os argentinos.

“Eu troquei mensagem hoje com ex-presidente Macri. Não tem nenhum problema entre nós e nem com povo argentino. Rivalidade com a Argentina só no futebol”, disse.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH590W5-BASEIMAGE

To Top