Aposentadoria com mais ganho com apenas uma contribuição no INSS em 2021
Benefícios

Aposentadoria com mais ganho com apenas uma contribuição no INSS em 2021

Novas regras agilizam requerimento do Benefício de Prestação Continuada BPC

Aposentadoria com mais ganho com apenas uma contribuição no INSS em 2021 O valor de uma única contribuição pode ser determinante para aumentar a renda de quem se aposenta pelo INSS. Parece bom demais para ser verdade, mas a possibilidade é real.

A reforma da Previdência de 2019 criou a permissão para o descarte de quantas contribuições forem necessárias para a ampliação da média salarial sobre a qual o benefício será calculado.

Ao mesmo tempo, a nova legislação previdenciária também eliminou uma regra que obrigava que esse cálculo fosse realizado sobre um número mínimo de recolhimentos –o chamado divisor mínimo.

O descarte autorizado pela reforma possui apenas duas restrições: as contribuições descartadas não podem ser aproveitadas para qualquer outra finalidade e o trabalhador deve manter número suficiente de recolhimentos para cumprir a carência do benefício.

A carência da aposentadoria do INSS é de 15 anos de contribuição –outras regras de acesso ao benefício devem ser observadas, como idade mínima e período total de recolhimentos para atender exigências das regras permanentes ou de transição da reforma.

Considerando que somente valores de contribuições feitas a partir de julho de 1994 são contabilizadas no cálculo da média salarial –o que foi recolhido antes disso só é contado como tempo–, um trabalhador que eventualmente tenha cumprido a carência naquele período poderia, por exemplo, descartar todos os recolhimentos com potencial de rebaixar sua média salarial.

“É claro que o exemplo da contribuição única é menos comum, mas o descarte é uma estratégia interessante”, diz o advogado Rômulo Saraiva, que também recomenda ao interessado na regra que realize simulações com o auxílio de profissionais especializados.

To Top