Prazos no INSS para fazer a prova de vida com segurança e garantir seu beneficio
Benefícios

Prazos no INSS para fazer a prova de vida com segurança e garantir seu beneficio

INSS pode aumentar aposentadoria de trabalhador

Prazos no INSS para fazer a prova de vida com segurança e garantir seu beneficio O INSS retomou a obrigação da prova de vida de seus beneficiários. Quem não fizer o procedimento no prazo deve regularizar a situação no banco assim que possível para evitar a suspensão do pagamento. O beneficiário tem até seis meses para provar que está vivo e não ter sua renda previdenciária bloqueada.

Se não tem certeza se precisa fazer o procedimento, o segurado pode ligar para o telefone 135 ou conferir na agência bancária onde recebe o pagamento do INSS.

Segundo contagem do instituto, 24 milhões de segurados já fizeram a prova de vida antes do retorno da obrigatoriedade e estão dispensados de refazer a comprovação neste ano.

A obrigação do procedimento estava suspensa desde março de 2020, em razão da pandemia de Covid-19. O INSS estima que 11,8 milhões de brasileiros devem realizar a prova de vida entre junho e dezembro deste ano. Para evitar aglomerações, foi elaborado um calendário.

Tradicionalmente a prova de vida é feita no banco onde é feito o pagamento do benefício. Basta comparecer na agência no horário reservado para o atendimento preferencial com o CPF, um documento com foto e o cartão do benefício.

Aposentados e pensionistas que tiverem a biometria bancária cadastrada poderão usar qualquer caixa eletrônico para fazer a prova de vida, tendo em vista que muitos bancos aceitam qualquer transação realizada como comprovação.

Alguns beneficiários foram convocados a fazer a comprovação por reconhecimento facial no projeto-piloto do INSS. Quem ainda não realizou o procedimento precisa fazê-lo, pois serão os primeiros da fila no bloqueio de pagamentos.

Para desbloquear o benefício será preciso preencher um formulário pelo Meu INSS, antes de ir ao banco.

Quem precisa fazer a prova de vida

  • A comprovação é obrigatória para os segurados do INSS que recebem o benefício por meio de conta-corrente, conta-poupança ou cartão magnético
  • Os beneficiários devem comprovar que estão vivos uma vez por ano, evitando fraudes e pagamentos indevidos de benefícios

Confira o calendário 2021

Mês em que a prova de vida venceuNovo prazo para a prova de vida
março e abril de 2020junho de 2021
maio e junho de 2020julho de 2021
julho e agosto de 2020Agosto de 2021
setembro e outubro de 2020Setembro de 2021
novembro e dezembro de 2020Outubro de 2021
janeiro e fevereiro de 2021Novembro de 2021
março e abril de 2021Dezembro de 2021

Não perca o prazo!

  • Em geral, em mensagem no caixa eletrônico no momento do saque do benefício, e pelo Meu INSS, o segurado é informado se deve fazer a comprovação neste ano
  • Quem tem dúvida se fez ou não a prova de vida pode ligar para a Central 135 ou consultar o Meu INSS
  • A Central Telefônica 135 funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h

Como fazer o procedimento

  • Para realizar a comprovação de que está vivo, basta se dirigir à agência bancária em que você recebe seu benefício e apresentar um documento com foto
  • O documento a ser apresentado pode ser RG, carteira de trabalho ou CNH (Carteira de Nacional de Habilitação)
  • Aposentados e pensionistas que tiverem a biometria bancária cadastrada poderão usar qualquer caixa eletrônico para fazer a prova de vida
  • Correntistas do Banco do Brasil podem ainda fazer a comprovação pelo aplicativo BB

Biometria facial

  • Alguns beneficiários foram selecionados para fazer a prova de vida por biometria facial pelo Meu gov.br
  • Neste caso, os segurados serão informados pelo Meu INSS ou por mensagem no celular enviada exclusivamente pelo número 280-41

Em casa

  • O beneficiário acima de 80 anos ou os com 60 anos e dificuldade de locomoção pode buscar ainda atendimento pela Central 135 e agendar a visita de um servidor do INSS
  • É preciso comprovar essa condição de saúde por documento médico

Bloqueio do benefício

  • Quem perder o prazo para fazer a prova de vida deve ir ao banco e realizar o procedimento com o INSS o quanto antes para liberar o pagamento do benefício
  • Se não fizer a comprovação em até seis meses, o benefício é cessado
  • Neste caso, para reativar o pagamento, o segurado terá de fazer a solicitação pelo Meu INSS
  • O site vai solicitar documentos pessoais, como CPF e RG, além do comprovante de residência
  • Após preencher o requerimento online, o beneficiário deverá comparecer ao banco para concluir a realização da prova de vida

Cuidado com os golpes

  • Golpistas têm entrado em contato com aposentados ou pensionistas por meio de mensagens falsas de texto no celular, WhatsApp, email e até mesmo por telefone
  • Lembre-se: o banco não vai telefonar para informar sobre a prova de vida e jamais solicitará sua senha ou número de cartão
  • Caso receba alguma ligação deste tipo, não forneça nenhuma informação e procure sua agência bancária

Dicas de segurança na pandemia

1 – Vá à agência no horário exclusivo

Desde o início da pandemia, os bancos têm aberto uma hora mais cedo, das 9h às 10h, para atender clientes preferenciais, como idosos e gestantes

2 – Não saia de casa sem máscara de proteção

  • Nunca coloque a mão diretamente na máscara
  • Use os elásticos ou as tiras de amarrar para colocá-la e tirá-laCertifique-se que a máscara está cobrindo nariz e queixo

3 – Mantenha distância social

  • Se precisar esperar na fila, procure ficar a mais de um metro e meio das outras pessoas
  • Dentro das agências, respeite o controle de acesso estipulado pelo banco

4 – No caixa eletrônico

  • Após usar o caixa eletrônico, higienize as mãos com álcool em gel
  • Mantenha as mãos longe do rosto

5 – Quando chegar em casa

  • Limpe o celular, a bolsa e a carteira com álcool 70%
  • Coloque a roupa do corpo para lavar e tome um banho

Fontes: INSS, Febrabran (Federação Brasileira de Bancos), Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Santander, Itaú Unibanco, Bradesco e advogada Adriane Bramante​​ – Fonte: Agora

To Top