Ações europeias oscilam perto de máximas históricas; Nokia registra forte alta
Business

Ações europeias oscilam perto de máximas históricas; Nokia registra forte alta

Ações europeias oscilam perto de máximas históricas; Nokia registra forte alta

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) – As ações europeias caíram marginalmente em relação às máximas históricas nesta terça-feira, com os investidores vendendo papéis de setores economicamente sensíveis após uma inflação norte-americana mais alta do que o esperado, mas alguns ganhos otimistas limitaram as perdas.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,07%, a 1.779 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,03%, a 461 pontos, fechando estável após bater um recorde no início das negociações.

Os setores de bancos, autos e peças e petróleo e gás estiveram entre os maiores declínios, com quedas entre 0,5% e 1,2%, enquanto os ganhos em algumas ações defensivas e ações de tecnologia compensaram as perdas.

Dados mostraram que os preços ao consumidor nos Estados Unidos tiveram a maior alta em 13 anos no mês passado, enquanto o chamado núcleo do índice marcou sua maior elevação desde novembro de 1991. Isso alimentou temores de que um superaquecimento da economia em meio a uma reabertura mais rápida possa forçar o Federal Reserve a reverter sua política monetária ultraflexível mais cedo do que o esperado.

Os rendimentos dos títulos europeus atingiram mínimas de três meses antes da reunião do Banco Central Europeu (BCE) da próxima semana, levando os bancos da zona do euro a uma queda de 1,5%. O índice de referência de grandes bancos da Espanha caiu 1,4%, apresentando um desempenho significativamente inferior ao de seus pares regionais, que terminaram com poucas mudanças.

Entre as ações individuais, a fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações Nokia saltou 8% depois de anunciar que planeja aumentar sua projeção para todo o ano.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,01%, a 7.124 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX também caiu 0,01%, a 15.789 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 foi outro que perdeu 0,01%, a 6.558 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,50%, a 25.156 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,38%, a 8.694 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,45%, a 5.196 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6C11K-BASEIMAGE

To Top