Senhora teve BPC aprovado, mas ainda não recebeu no INSS
Benefícios

Senhora teve BPC aprovado, mas ainda não recebeu no INSS

O segredo das melhores aposentadorias

Senhora teve BPC aprovado, mas ainda não recebeu no INSS Há quase um ano, Lindalva da Silva Oliveira, 69 anos, aguarda pelo recebimento do seu BPC (Benefício de Prestação Continuada). Segundo ela, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já aprovou a sua solicitação. Mesmo assim, os valores ainda não começaram a ser depositados.

Moradora de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, Lindalva teve o pedido negado em 2017. Ela, então, recorreu ao órgão para tentar reverter a decisão. O recurso foi aprovado em setembro de 2020.

Desempregada desde 2010 e com problemas de saúde, Lindalva diz que, em março deste ano, a plataforma Meu INSS informava que o benefício seria implantado. Mesmo assim, ela ainda não teve acesso a esse dinheiro.

O BPC possui o valor de um salário mínimo (atualmente em R$ 1.100) e é destinado a idosos a partir de 65 anos e a pessoas com deficiência. Para poder receber o benefício, a família tem de ter renda mensal por pessoa de até 25% do piso salarial. Ou seja, cada pessoa do grupo familiar que more na casa pode receber até R$ 275 por mês.

Lindalva mora com uma filha, que também está desempregada. Sem o benefício, tem de pedir ajuda a parentes. “Eu tenho oito filhos. Estou dependendo deles para tudo. E, com a pandemia, as coisas pioraram ainda mais”, afirma.

“Não chegou a faltar nada. Mas é aperto em cima de aperto. Não estou passando fome, graças a Deus. Mas é muito difícil. Recebo ajuda de cesta básica. Se não tivesse isso, estaria bem pior.”

To Top