Musical "Anything Goes" é estímulo para público de Londres após Covid-19, diz elenco
Celebridades

Musical “Anything Goes” é estímulo para público de Londres após Covid-19, diz elenco

Musical "Anything Goes" é estímulo para público de Londres após Covid-19, diz elenco

Membros do elenco do musical de comédia “Anything Goes” esperam entregar ao público um pouco de alívio da pandemia de Covid-19 em um dos primeiros grandes shows a estrear em Londres desde o afrouxamento das restrições dos coronavírus na Inglaterra na semana passada.

Situado em um navio de cruzeiro entre Nova York e Londres, o musical, que estreou em 1934, começou uma temporada de 12 semanas no teatro Barbican na sexta-feira, estrelando atores vencedores do prêmio Tony, como Sutton Foster e Robert Lindsay.

“Eles estão todos escapando de uma depressão nos Estados Unidos… então que peça perfeita para escapar de uma depressão”, disse Lindsay à Reuters. “É um estímulo para o que passamos no último ano e meio”.

Como em outros locais, os teatros de Londres, um grande atrativo turístico, foram duramente atingidos pela pandemia. Alguns locais menores abriram em meados de maio com distanciamento social. Desde 19 de julho, eles não precisam mais limitar a quantidade de pessoas na plateia.

Embora as restrições tenham sido aliviadas, os desafios permanecem.

Semana passada, o compositor Andrew Lloyd Webber suspendeu a produção de “Cinderela” depois que um membro do elenco testou positivo para a Covid-19. Regras de auto-isolamento para o resto do elenco, que testou negativo, significaram que o musical teve que cancelar apresentações. Retomará as prévias e abrirá oficialmente no próximo mês.

(Por Mindy Burrows; reportagem adicional de Marie-Louise Gumuchian)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6R1IU-BASEIMAGE

To Top