Benefícios

INSS: Novo calendário de pagamento das aposentadorias e pensões

portalmixvalegoogle

INSS: Novo calendário de pagamento das aposentadorias e pensões Benefício é depositado conforme o número final do cartão; veja as datas.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a pagar, a partir desta quarta-feira (25), aposentadorias, pensões e auxílios referentes ao mês de agosto. Os depósitos vão até dia 8 de setembro.

Os segurados recebem conforme o número final do cartão do benefício — aquele que antecede o dígito verificador, que aparece depois do traço. Quem tem direito ao salário mínimo, de R$ 1.100 neste ano, recebe antes. Depois, a grana cai na conta de quem ganha mais do que o piso.

Para quem recebe acima do piso, o pagamento do benefício terá início na próxima quarta-feira (1º). É possível consultar o extrato de pagamento do benefício por meio do site ou aplicativo Meu INSS, clicando na opção “Extrato de pagamento do benefício”.

Quem é correntista da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil também pode solicitar o documento na agência bancária, com o gerente ou no caixa eletrônico.

Neste ano, o INSS já pagou o 13º salário aos beneficiários. A quantia foi depositada em duas parcelas, a primeira em maio e a segunda em junho, com o objetivo de ajudar os segurados durante a pandemia de Covid-19.

Calendário para beneficiários que recebem R$ 1.100

Final do benefícioAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
125 de agosto24 de setembro25 de outubro24 de novembro23 de dezembro
226 de agosto27 de setembro26 de outubro25 de novembro27 de dezembro
327 de agosto28 de setembro27 de outubro26 de novembro28 de dezembro
430 de agosto29 de setembro28 de outubro29 de novembro29 de dezembro
531 de agosto30 de setembro29 de outubro30 de novembro30 de dezembro
61º de setembro1º de outubro1º de novembro1º de dezembro3 de janeiro
72 de setembro4 de outubro3 de novembro2 de dezembro4 de janeiro
83 de setembro5 de outubro4 de novembro3 de dezembro5 de janeiro
96 de setembro6 de outubro5 de novembro6 de dezembro6 de janeiro
08 de setembro7 de outubro8 de novembro7 de dezembro7 de janeiro

Calendário para beneficiários que recebem acima do piso

Final do benefícioAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
1 e 61º de setembro1º de outubro1º de novembro1º de dezembro3 de janeiro
2 e 72 de setembro4 de outubro3 de novembro2 de dezembro4 de janeiro
3 e 83 de setembro5 de outubro4 de novembro3 de dezembro5 de janeiro
4 e 96 de setembro6 de outubro5 de novembro6 de dezembro6 de janeiro
5 e 08 de setembro7 de outubro8 de novembro7 de dezembro7 de janeiro

Veja como alterar a forma de pagamento

Quem recebe o benefício pelo cartão do INSS pode pedir para que o pagamento seja feito em uma conta-corrente de sua titularidade. Para isso, é preciso acessar o site e agendar o serviço. Confira o que fazer:

  1. Acesse o site Meu INSS
  2. Faça o login com CPF e senha
  3. Clique em “Agendamento/Solicitações”
  4. No canto direito, clique em “Novo requerimento”
  5. Em seguida, vá em “Atualização para manutenção de Benefício e outros serviços”
  6. Depois, clique em “Transferir Benefício para Conta Corrente – Atendimento à distância”
  7. Preencha ou atualize as “Informações de Contato”
  8. Na mesma tela, informe, em “Dados Adicionais”, os dados bancários (agência, banco, tipo de conta, número da conta) e o número do benefício
  9. Logo abaixo, em “Anexos”, clique no quadro azul “Novo” para enviar os documentos que comprovem a titularidade da conta e do benefício

Prova de vida voltou a ser obrigatória

A prova de vida de aposentados e pensionistas e de quem recebe algum benefício assistencial há mais de um ano voltou a valer após suspensão da obrigatoriedade por causa da pandemia de coronavírus.

Até o fim deste mês, segurados cuja prova de vida venceu em julho e agosto de 2020 devem se apresentar para não perder o benefício. Quem fez a prova de vida a partir de maio do ano passado só precisará fazer o procedimento em 2022.

Projeto aprovado no Congresso acaba com a obrigatoriedade da medida até o final deste ano, no entanto, a proposta ainda aguarda sanção presidencial. Enquanto isso, o calendário de fé de vida do INSS segue valendo. Fonte: Agora

To Top