Sentimento econômico na zona do euro perde força, expectativa de inflação tem máxima recorde
Economia

Sentimento econômico na zona do euro perde força, expectativa de inflação tem máxima recorde

Sentimento econômico na zona do euro perde força, expectativa de inflação tem máxima recorde

A confiança econômica na zona do euro diminuiu mais do que o esperado em agosto depois de chegar a uma máxima recorde em julho, afetada pela forte queda do otimismo na França e na Holanda, enquanto as expectativas para os preços de venda saltaram.

O índice de sentimento econômico da Comissão Europeia, divulgado nesta segunda-feira, caiu a 117,5 em agosto de uma máxima recorde de 119,0 em julho. O otimismo piorou em todos os principais setores –na indústria a 13,7 de 14,5, em serviços para 16,8 de 18,9 e entre os consumidores para -5,3 de -4,4.

Ainda assim, as expectativas de preços de venda na indústria chegou a um recorde em agosto. Entre os consumidores, as expectativas de inflação chegaram a 31,1 em agosto de 30,0 em julho, embora ainda tenham ficando bem baixo da máxima de todos os tempos de 38,7, vista em 2001.

A França registrou a queda mais forte no sentimento econômico, de 4,5 pontos, seguida pela Holanda. Itália e Espanha também mostraram perdas. O sentimento na maior economia da zona do euro, Alemanha, recuou apenas 0,3 ponto.

(Reportagem de Jan Strupczewski)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH7T0BO-BASEIMAGE

To Top