Barty pode não defender título do WTA Finals, diz técnico
Asia

Barty pode não defender título do WTA Finals, diz técnico

Barty pode não defender título do WTA Finals, diz técnico

(Reuters) – Tenista número um do mundo, Ash Barty pode não defender seu título no WTA Finals, o torneio de encerramento da temporada, por causa das condições de jogo “ridículas” no México e do momento da competição, disse seu técnico Craig Tyzzer.

O WTA Finals, disputado pelas oito melhores jogadoras de simples e as oito melhores duplas do ranking, foi transferido de Shenzhen para Guadalajara devido à pandemia de Covid-19 e começará no dia 8 de novembro.

Tyzzer disse que Barty, que venceu a edição de 2019 do evento –a de 2020 foi cancelada–, também poderia comprometer seus preparativos para o Aberto da Austrália de 2022 se jogar no México, já que teria que se submeter a uma quarentena domiciliar de duas semanas ao voltar para a Austrália.

“Acabamos de descobrir que é no México, 1.500 metros (acima do nível do mar), e que eles estão usando bolas sem pressão”, disse Tyzzer à Australian Associated Press nesta quarta-feira.

“As bolas sem pressão simplesmente voam. É uma bola que, se você a usar em condições normais, não quica. Não é a melhor propaganda as melhores garotas do mundo jogarem algo que nunca fizeram antes.”

“Em condições nas quais nunca jogaram, em um país no qual não jogam em altitude, acho que é ridículo. Como espetáculo, é assustador”, disparou.

Barty, que foi eliminada na terceira rodada do Aberto dos Estados Unidos neste mês, está “física e mentalmente exausta”, disse Tyzzer.

“(O WTA 1000) de Indian Wells (no mês que vem) ainda está no radar, mas ela precisa de um descanso”, acrescentou.

(Por Manasi Pathak em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8E0X7-BASEIMAGE

To Top