Fábio Carille pode mudar até meio time do Santos para encerrar jejum de vitórias
Esporte

Fábio Carille pode mudar até meio time do Santos para encerrar jejum de vitórias

portalmixvalegoogle

Na 14ª colocação do Brasileirão, o Santos soma nove jogos seguidos sem um triunfo e terá um confronto direto na luta contra as últimas colocações na próxima rodada. No domingo, vai até Caxias do Sul encarar o Juventude, 16º, a quem supera por um ponto na tabela, e pode ter uma escalação bastante diferente. Com semana livre para trabalhos, o técnico Fábio Carille pode mudar até meio time em relação aos escalados no 0 a 0 com o Ceará, no sábado.

O técnico está no clube há três partidas e já diagnosticou que a falta de criatividade no meio é um dos principais problemas para resolver. Ao mesmo tempo, ele busca o primeiro gol na nova casa após 0 a 0 com Bahia e Ceará e derrota por 1 a 0 para o Athletico-PR. Começará a planejar o próximo jogo nesta terça-feira, na reapresentação do elenco.

A resolução destes problemas podem vir com retornos de Carlos Sánchez, Madson e Diego Tardelli. O uruguaio é um líder no meio e a “voz” do treinador em campo. Com sua experiência, pode acalmar o time e orientar nas jogadas ofensivas. Ele se recupera de entorse no tornozelo.

Depois de sofrer emboscada da torcida após eliminação na Copa do Brasil, Diego Tardelli espera “dar alegria” aos santistas e pode reforçar o ataque. Ele aprimora a forma física para estar em condições de assumir uma vaga entre os titulares. Léo Baptistão ainda não se firmou desde a chegada e passará por processo de adaptação nesta semana livre de trabalhos.

Madson, apesar de jogar na lateral-direita, tem a favor o fato de ter características bastante ofensivas, o que seria ideal no esquema com três zagueiros de Carille. Protegido atrás, o time carece de alas que ataquem. Pará é mais defensivo.

Ainda no quesito armação, Gabriel Pirani pode ganhar nova chance após não sair do banco de reservas no Castelão. O jovem vive altos e baixos e tenta convencer Carille que pode colaborar para a bola chegar nos homens de frente.

Caso necessite mexer na defesa, o treinador terá o retorno de Luiz Felipe, em reta final de recuperação de lesão, e também o jovem Robson à disposição. Substituto justamente quando o titular machucou, o jovem foi bem quando requisitado. O titular acredita que tem a vaga e pode entrar no lugar de Wagner Palha ou de Danilo Boza.

To Top