Remarcação de perícia medica pelo INSS com novas regras
Benefícios

Remarcação de perícia medica pelo INSS com novas regras

perícia médica INSS

Remarcação de perícia medica pelo INSS com novas regras O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) publicou no Diário Oficial da União, portaria que define regras para a remarcação de perícias médicas. A norma fixa prazos para reagendamentos e orienta os segurados sobre o que fazer em caso de impossibilidade de comparecimento no dia do exame.

A portaria estabelece que o trabalhador que não puder ir à perícia na data agendada deve remarcar o atendimento de maneira remota, seja Meu INSS (aplicativo ou site) ou pelo telefone 135. O segurado que está à espera de um auxílio-doença ou de uma aposentadoria por invalidez deve fazer o reagendamento de sua perícia até um dia antes da data marcada, para evitar problemas com seu pedido.

Já nos casos em que o atendimento não puder ser feito por fechamento da agência da Previdência Social por conta de greve, feriado ou por questões relacionadas a medidas de enfrentamento à Covid-19, os servidores são responsáveis por fazer a remarcação.

Nessas situações, o reagendamento deve ser feito pelo INSS até, no máximo, as 12h do dia seguinte. Os beneficiários devem acessar o Meu INSS ou a Central 135 a partir das 13h do dia seguinte para saber a nova data do atendimento. Já nos casos em que a perícia não puder ser realizada por ausência do perito médico ou por problemas no sistema do INSS, as agências terão que fazer o reagendamento e informar a nova data no momento da remarcação. É o caso, por exemplo, de falta de internet, de luz ou inoperância dos sistemas.

O advogado Paulo Bacelar, do IBDP, afirma que a portaria oficializou procedimentos do INSS. Segundo ele, antes, não havia uma determinação exata sobre como deveria ser a conduta. Para o advogado Rômulo Saraiva, a portaria traz segurança ao segurado que aguarda atendimento.

To Top