Lira diz que presidentes de associações de integrantes do Ministério Público não têm palavra
Últimas Notícias

Lira diz que presidentes de associações de integrantes do Ministério Público não têm palavra

portalmixvalegoogle

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse à reportagem que Ubiratan Cazetta, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), e Manoel Murrieta, da Conamp (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público), não têm palavra.

Afirmou ainda que os deputados não vão mais sentar à mesa com eles para negociar mudanças na PEC que modifica a composição do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Lira levou o texto à Câmara nesta quinta-feira (14), mas, por encontrar resistência no plenário dos deputados, pela segunda sessão, decidiu apenas discutir a matéria e marcar a votação para a próxima terça (19) —a proposta é criticada por deixar o CNMP mais suscetível à interferência política.

À reportagem, Lira afirmou, após receber um telefone da presidente do CNPG (Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União), que havia um acordo com os integrantes do Ministério Público.

Após a fala do deputado, Cazetta negou qualquer acordo em uma postagem no Twitter. “A ANPR não realizou acordo sobre a PEC 05 e mantém a posição oficial contrária à PEC 05. O CNPG não fala em nome das associações”, disse ele.

Em resposta a Lira, Manoel Murrieta divulgou uma nota em que afirma que a “liberdade de opinião garantida aos cidadãos e estendida aos membros do Congresso” é uma conquista da democracia. Segundo ele, mesmo com a “intensa discussão” sobre o texto da PEC não há consenso e acordo sobre o texto final debatido pela Câmara.

To Top