Preços do grãos dos EUA ficam estáveis em Chicago após recuar diante de previsão de oferta
Agro

Preços do grãos dos EUA ficam estáveis em Chicago após recuar diante de previsão de oferta

Preços do grãos dos EUA ficam estáveis em Chicago após recuar diante de previsão de oferta

Por P.J. Huffstutter

CHICAGO (Reuters) – Os preços futuros do milho e soja em Chicago subiram nesta quinta-feira, encontrando suporte após perdas bruscas nas duas últimas sessões devido às previsões de oferta de grãos dos Estados Unidos acima do esperado.

Foi uma semana difícil para os mercados de milho e soja. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) divulgou estimativas de ambas as safras nos Estados Unidos, acima da média das expectativas dos analistas, aumentando a pressão de oferta de um início rápido para a colheita e fazendo com que os preços futuros despencassem.

Mas nesta quinta-feira, disseram os traders, o mercado começou a se estabilizar com os investidores mostrando algum interesse de compra.

“O que estamos vendo hoje é um pulo de gato morto porque vendemos demais”, disse Don Roose, presidente da US Commodities em West Des Moines, Iowa.

Os exportadores dos EUA venderam 132 mil toneladas de soja para entrega em destinos desconhecidos durante o ano de comercialização de 2021/2022, o USDA informou nesta quinta-feira.

Na bolsa de Chicago, o contrato mais ativo do milho fechou o dia com alta de 4,5 centavos de dólar em 5,1675 dólares o bushel.

A soja fechou o dia em alta de 11 centavos de dólar, em 12,0625 dólares o bushel. O trigo subiu 6 centavos de dólar, para 7,2475 dólares o bushel.

(Reportagem de Gus Trompiz em Paris e Naveen Thukral em Cingapura)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9D1DC-BASEIMAGE

To Top