Preços do petróleo avançam com perspectivas de aumento da demanda
Economia

Preços do petróleo avançam com perspectivas de aumento da demanda

Preços do petróleo avançam com perspectivas de aumento da demanda

Os preços do petróleo subiram 1% nesta quinta-feira, depois que a maior produtora de petróleo, Arábia Saudita, rejeitou os pedidos de oferta adicional da Opep+ e a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) disse que a alta nos preços do gás natural poderia impulsionar a demanda por petróleo dos geradores de energia.

O mercado ignorou em grande parte um aumento inesperadamente grande nos estoques de petróleo dos EUA, uma vez que as refinarias cortaram a produção em um período geralmente mais lento para essas instalações.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 0,82 dólar, a 84 dólares o barril, um ganho de 1%, e na máxima de fechamento desde outubro de 2018. Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) encerraram em alta de 0,87 dólar, a 81,31 dólares o barril, tocando outra máxima de fechamento, de sete anos.

A demanda de petróleo deve aumentar em meio milhão de barris por dia (bpd) à medida que o setor de energia e as indústrias pesadas mudam, deixando fontes de energia mais caras, disse a IEA, alertando que a crise energética pode provocar inflação e desacelerar o crescimento econômico mundial.

Em relatório mensal, a IEA aumentou sua previsão de crescimento da demanda global de petróleo em 2022, em 210.000 bpd, e agora espera que a demanda total de petróleo em 2022 alcance 99,6 milhões de bpd, ligeiramente acima dos níveis pré-pandêmicos.

A Casa Branca está em discussões com produtores de petróleo e gás sobre os custos do combustível, com os preços da gasolina no varejo em máximas de sete anos e com expectativa de aumento das contas de aquecimento no inverno. A Casa Branca também instou a Opep+ a aumentar a produção.

(Reportagem de David Gaffen)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9D1DZ-BASEIMAGE

To Top