Benefícios

Famílias de baixa renda terão conta de luz mais em conta após os novos reajustes

portalmixvalegoogle

Famílias de baixa renda terão conta de luz mais em conta após os novos reajustes A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou hoje que consumidores inscritos no programa Tarifa Social pagarão mais barato na conta de luz em novembro.

Para essas pessoas, valerá a bandeira tarifária amarela, que equivale a R$ 1,87 a cada 100 kWh consumidos. Cerca de 12 milhões de famílias de baixa renda são beneficiárias do programa, de acordo com a agência.

Atualmente, a bandeira vigente é a de escassez hídrica —taxa criada no fim de agosto e que representa um aumento de quase 50% em relação à bandeira vermelha patamar 2, a mais alta que se tinha até então. Prevista para durar até o final de abril de 2022, a bandeira cobra R$ 14,20 a cada 100 kWh.

As bandeiras tarifárias são independentes da tarifa de energia, e acrescentadas ao valor da conta dependendo das condições de geração de energia no setor elétrico. Quando o cenário é favorável, não há acréscimo (bandeira verde). A bandeira amarela indica cenário menos favorável, enquanto as vermelhas (patamar 1 e 2) apontam para condições custosas de geração de energia.

O objetivo das bandeiras tarifárias é remunerar o uso de usinas termelétricas, que têm custo mais alto. As termelétricas estão sendo utilizadas por causa da seca, que diminuiu o reservatório de hidrelétricas e prejudicou a geração de energia. O país vive a pior crise hídrica em 90 anos. Fonte: Economia Uol

To Top