Imposto mais altos sobre os itens mais procurados na Black Friday
Benefícios

Imposto mais altos sobre os itens mais procurados na Black Friday

O que será diferente na Black Friday 2020 após a pandemia do coronavírus?

Imposto mais altos sobre os itens mais procurados na Black Friday Maiores cargas tributárias incidem sobre secador de cabelo, televisão, celulares e eletrodomésticos, aponta BDO.

A elevada carga tributária está presente diariamente na vida dos brasileiros. Na Black Friday, evento em que diversas lojas oferecem descontos atrativos, não é diferente e o imposto cobrado pelos itens mais buscados pelos consumidores se aproxima de 50%

A maior tributação da lista entre os queridinhos, de 47,25%, incide sobre o preço dos televisores. Significa dizer que, ao comprar um aparelho de R$ 2.000, R$ 905 serão desviados para o pagamento de impostos.

Também com uma taxação nos âmbitos federal, estaduais e municipais na casa dos 47,25% aparecem os secadores de cabelo.

Na sequência, vêm três produtos que têm impostos na faixa dos 42,25%. São eles: celulares e smartphones, produtos de informática e notebooks e eletrodomésticos.

Entre os eletroportáteis, como as fritadeiras elétricas, a carga tributária recolhida no momento da compra dos produtos é de 39,25%.

Já para aqueles que vão usar dos feirões de desconto para mobiliar a casa, é necessário compreender a necessidade de desembolsar 27,55% somente para o pagamento de impostos. Fonte: R7

To Top