Economia

MME vê melhora em armazenagem hidrelétrica até maio de 2022; limita adicional termelétrico

MME vê melhora em armazenagem hidrelétrica até maio de 2022; limita adicional termelétrico

SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério de Minas e Energia (MME) reportou melhora nas previsões para o armazenamento das usinas hidrelétricas em 2022, após reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) que decidiu limitar o despacho adicional de geração termelétrica, ao mesmo tempo em que manteve medidas excepcionais para o atendimento da carga, disse a pasta em nota nesta quarta-feira.

Segundo o comunicado, os reservatórios das hidrelétricas do subsistema Sudeste/Centro-Oeste continuam em recuperação, e a expectativa é de que atinjam cerca de 55,9% em maio de 2022, nível 12,9 pontos percentuais acima do verificado em 31 de maio deste ano.

O patamar foi estimado com base na repetição do cenário crítico de chuvas verificado no período chuvoso de 2020/2021.

Diante disso, o CMSE decidiu limitar o despacho adicional de recursos para atendimento da carga no Sistema Interligado Nacional (SIN), de forma que a geração termelétrica total das usinas despachadas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), já acrescidos dos montantes importados, não ultrapasse 15 gigawatts (GW) médios ao longo do mês.

Segundo o MME, a medida busca otimizar o custo total de operação e “privilegia o uso dos recursos mais baratos, conforme necessidade, concomitantemente à esperada recuperação do armazenamento dos principais reservatórios do país ao longo da estação chuvosa em curso”.

Ainda na reunião, o comitê deliberou pela manutenção de medidas excepcionais para o atendimento da carga e a garantia do atendimento em 2022. A aplicação dessas medidas continuará a ser reavaliada periodicamente, em reuniões técnicas.

(Por Letícia Fucuchima)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB02P8-BASEIMAGE

To Top