Environment

Policiais ficam feridos por picadas de abelha em protesto de apicultores no Chile

Policiais ficam feridos por picadas de abelha em protesto de apicultores no Chile

Quatro manifestantes foram detidos e sete policiais ficaram feridos por picadas de abelha em um protesto de apicultores, nesta segunda-feira, em frente ao palácio presidencial chileno, cobrando medidas do governo para enfrentar a persistente seca que atinge o país.

Na avenida central onde se encontra o palácio de La Moneda, os apicultores instalaram cerca de 60 colmeias com cerca de 10.000 abelhas, bloqueando temporariamente o trânsito e confrontando os policiais que tentavam retirá-los do local.

Um dos apicultores, José Iturra, disse à mídia local que a seca em Colina, ao norte de Santiago, está exterminando a população local de abelhas.

“As abelhas estão morrendo com a seca”, afirmou Iturra. “Elas têm uma importância global. Se morrerem, não haverá vida aqui”, acrescentou o manifestante.

O encarregadao no Ministério da Agricultura pela região metropolitana de Santiago, Omar Guzmán, disse à imprensa que o governo compartilha a preocupação dos apicultores, e que há mesas de trabalho instaladas com a rede apícola e municípios em emergência hídrica na região de Santiago recebendo ajuda para enfrentar a escassez de água.

A assessoria de imprensa da polícia confirmou à Reuters que sete policiais ficaram feridos por abelhas enquanto tentavam retirar as colmeias da rua e dispersar os manifestantes.

(Reportagem da Reuters TV, reportagem adicional de Natalia Ramos)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI020Q7-BASEIMAGE

To Top