Expectativas para inflação de famílias japonesas atingem máxima de mais de 2 anos, diz BC
Asia

Expectativas para inflação de famílias japonesas atingem máxima de mais de 2 anos, diz BC

Expectativas para inflação de famílias japonesas atingem máxima de mais de 2 anos, diz BC

As expectativas para inflação das famílias japonesas subiram para uma máxima de mais de dois anos, mostrou nesta terça-feira uma pesquisa trimestral, sinal de que o aumento do custo de vida está começando a mudar as percepções do público sobre os movimentos futuros dos preços.

O resultado oferece alguma esperança para o esforço do banco central do Japão de empurrar a inflação para sua meta de 2%, em parte mudando as percepções sobre a deflação persistente, com um afrouxamento monetário agressivo.

Mas analistas duvidam que as recentes altas da inflação, impulsionadas em grande parte pelo aumento nos custos de combustíveis e matérias-primas, possam ser sustentadas a menos que estejam acompanhadas por salários mais altos.

A porcentagem de famílias que esperam preços mais altos daqui a um ano ficou em 78,8%, ante 68,2% em setembro e atingindo o nível mais alto desde setembro de 2019, de acordo com a pesquisa do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) realizada entre 5 de novembro e 1º de dezembro.

Do total, 80,8% disseram esperar que os preços sejam mais altos daqui a cinco anos, acima dos 78,1% da pesquisa anterior e marcando o nível mais alto desde dezembro de 2019.

A pesquisa está entre os dados que o banco central do Japão provavelmente examinará na reunião de política monetária da próxima semana para julgar se o aumento dos custos de insumos afetou as expectativas de inflação das famílias.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0A0IM-BASEIMAGE

To Top