Guedes deixará de ser único alvo por cortes de emendas, dizem auxiliares
Últimas Notícias

Guedes deixará de ser único alvo por cortes de emendas, dizem auxiliares

portalmixvalegoogle

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Ao contrário de episódios anteriores de perda de poder, o Ministério da Economia buscou apresentar um viés positivo à decisão do governo de submeter a liberação das emendas parlamentares ao crivo da Casa Civil.

Segundo técnicos da pasta, o ministro Paulo Guedes deixará de ser o único alvo do desgaste político quando houver os inevitáveis cortes na liberação dos recursos.

Ele vinha reclamando internamente que esse tipo de pressão tem de ser direcionada a ministros de perfil político, e não a ele, “técnico”.

Em mais um revés para Guedes, o presidente Jair Bolsonaro (PL) dividiu a responsabilidade pela execução do Orçamento de 2022 entre o Ministério da Economia e a Casa Civil, deixando a caneta também nas mãos de Ciro Nogueira (PP), cacique do centrão.

A medida consta em um decreto que delega as competências do presidente para fazer ajustes e remanejamentos na peça orçamentária, publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira (13), confirmando reportagem do jornal Folha de S.Paulo da noite de quarta-feira (12).

To Top