Renan Lodi fica fora de convocação da seleção por não ter se vacinado contra a Covid-19
Esporte

Renan Lodi fica fora de convocação da seleção por não ter se vacinado contra a Covid-19

Renan Lodi fica fora de convocação da seleção por não ter se vacinado contra a Covid-19

O técnico da seleção brasileira Tite deixou de convocar o lateral Renan Lodi para as partidas pelas eliminatórias da Copa do Mundo contra Equador e Paraguai pois o jogador do Atlético de Madri não completou a vacinação contra a Covid-19.

“O que posso antecipar é que Renan Lodi foi alijado da possibilidade de convocação em função de sua não vacinação. Essa informação nos foi passada, então ele perdeu a possibilidade de concorrer em função de não ter se vacinado”, disse Tite, que voltou a chamar Dani Alves e Philippe Coutinho, a jornalistas na quinta-feira.

O coordenador de seleções, Juninho Paulista, disse que o lateral-esquerdo recebeu a primeira dose da vacina no dia 10 de janeiro, e portanto não teria entrada autorizada no Equador, que recebe o Brasil no dia 27 de janeiro. A seleção enfrenta o Paraguai cinco dias depois.

O Equador exige a vacinação completa para autorizar a entrada no país, afirmou Juninho.

Tite disse que não concorda com os que estão relutantes em tomar a vacina no meio da pandemia.

“Vacinação é uma responsabilidade social, ela é minha e para a pessoa que está do lado”, disse o técnico no anúncio da convocação no Rio de Janeiro.

Lodi está atualmente na Arábia Saudita, onde o Atlético de Madri enfrenta o Athletic Bilbao na quinta-feira na segunda semifinal na reformulada Supercopa espanhola.

Uma fonte próxima a Lodi disse que o atleta não se vacinou anteriormente pois havia contraído a Covid. Em Madri, onde Lodi mora, o período de espera para que pessoas que contraíram o vírus anteriormente consigam tomar a vacina era de seis meses até agosto, e desde então, passou para um mês.

(Reportagem de Andrew Downie; reportagem adicional de Fernando Kallas)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0C0ZD-BASEIMAGE

To Top