Dioceses católicas espanholas coletam denúncias de abusos após conversas com papa
Europe

Dioceses católicas espanholas coletam denúncias de abusos após conversas com papa

Dioceses católicas espanholas coletam denúncias de abusos após conversas com papa

MADRI (Reuters) – A Igreja Católica da Espanha criará comissões locais para atender denúncias de vítimas de abuso depois de conversar com o papa Francisco nesta sexta-feira sobre denúncias de mais de oito décadas detalhadas em um jornal local.

O El Pais publicou em dezembro os resultados de uma investigação de três anos que revelou possíveis abusos de 251 padres e alguns leigos de instituições religiosas contra pelo menos 1.237 vítimas entre 1943 e 2018.

De acordo com o jornal, seu correspondente entregou um dossiê de 385 páginas ao papa em 2 de dezembro, enquanto a comitiva papal e os jornalistas voavam de Roma para Chipre.

O cardeal Juan José Omella, presidente da Conferência Episcopal Espanhola, discutiu com ele as questões de abuso sexual no Vaticano e disse que cada diocese criaria uma comissão para receber as acusações e depois investigar.

“Estabelecemos uma comissão em cada diocese para coletar denúncias para acompanhar as pessoas que se sentem feridas e impedir que essas coisas aconteçam novamente”, afirmou Omella em entrevista coletiva após a reunião.

Escândalos de abuso sexual na Igreja Católica fizeram manchetes em 2002, quando o Boston Globe publicou uma série de artigos expondo abuso infantil por clérigos e uma cultura generalizada de encobrimento dentro da Igreja.

Em junho, o papa chamou a crise de abuso sexual na Igreja Católica de uma “catástrofe” global. Desde sua eleição em 2013, ele tomou uma série de medidas destinadas a acabar com o abuso sexual de menores por clérigos.

(Reportagem de Inti Landauro)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0D0Z0-BASEIMAGE

To Top